Skip to content

Cefaléia Tensional

Um dos assuntos mais controversos nas dores de cabeça, inclusive entre especialistas, é a chamada cefaléia do tipo tensional. É o tipo mais comum de dor de cabeça. Diferentemente do conceito comum ela não é causada pela compressão e dolorimento dos músculos pericranianos. Estes podem estar envolvidos em alguns casos da doença.

Termos previamente usados para esta doença: cefaléia de tensão, cefaléia de contração muscular, cefaléia psicomiogênica, cefaléia do estresse, cefaléia comum, cefaléia essencial, cefaléia idiopática e cefaléia psicogênica.

O conceito desse tipo de cefaléia surgiu no século XIX. William Osler, nos EUA, foi o primeiro a opinar que tais cefaléias pudessem ser devidas à contração muscular. Cinco anos mais tarde, Harold Wollf reproduziu essa experiência e postulou que qualquer cefaléia poderia resultar em contratura muscular reflexa, na cabeça e pescoço, e também que tensão emocional poderia resultar em contraturas musculares, as quais resultam nas cefaléias mais comuns. Segundo Harold Wolff, as assim chamadas cefaléias por contração muscular ( sinônimo de tensional) eram causadas pela contratura da musculatura da cabeça, levando a compreessão das artérias subjacentes, resultando num processo isquêmico- doloroso. Não há duvida que existam músculos na cabeça e no pescoço e que eles podem doer. Porém , há sérias dúvidas se essa é a verdadeira causa da assim chamada cefaléia tensional.

A idéia de que a cefaléia tipo tensional poderia ser uma variante da enxaqueca começou com John Graham, o qual afirmava que uma porcentagem de pacientes com enxaqueca desenvolvem um aumento cada vez maior na freqüência das crises, até que finalmente acabam tendo cefaléias diárias. Mais recentemente, Ninan Mathew introduziu o conceito de cefaléia transformacional onde migrâneas intermitentes evoluiriam, em alguns indivíduos, para cefaléia crônicas diárias.

Temos também fenômenos acompanhantes como distúrbios do sono, estados de depressão ou ansiedade e também um certo abuso de analgésicos. O quadro é progressivo e vai piorando, aumentando em intensidade e deteriorando a qualidade de vida destes pacientes.

AVALIAÇÃO E DIAGNÓSTICO:

Quando comparamos pacientes com cefaléia tensional com aqueles sofrendo de enxaqueca (migrânea) , observamos, de modo geral, que a idade de início das cefaléias dos pacientes com cefaléia tensional é a mesma que a dos pacientes com migrânea. Observamos predominância do sexo feminino, exatamente como na migrânea, antecedentes familiares de cefaléia em ambos os casos e uma historia natural não muito diferente daquela da migrânea.

Ouve-se muito argumentar que a cefaléia tensional ocorre realmente naqueles pacientes neuróticos, vulneráveis, tensos, sobrecarregados e deprimidos. Contudo, há o que se pensar se a ansiedade; as obsessões-compulsões; os distúrbios do sono; a irritabilidade presentes nestes pacientes seriam a causa ou a conseqüência de tais queixas álgicas tão freqüentes em suas vidas.

A sua prevalência situa-se em 90% das mulheres e em 67% dos homens durante a vida, sendo que a maioria dos pacientes com esse tipo de cefaléia não procura ajuda médica e utiliza analgésicos e drogas para outros tipos de cefaléia , como a migrânea, através da automedicação. O pico de sua prevalência é na quarta década de vida.

A cefaléia tipo tensional crônica difere da episódica apenas pela freqüência da dor, que deve ser igual ou superior a 15 por mês ( vide classificação). Os critérios diagnósticos devem sem empregados com atenção, uma vez que a migrânea transformada em cefaléia crônica diária pode apresentar as mesmas características da dor do tipo tensional e ser entremeada por crises intermitentes, com a mesma apresentação típica de migrânea episódica. Isso pode levar à confusão diagnóstica e à falsa idéia de que o paciente apresenta migrânea e cefaléia do tipo tensional crônica (CTTC) simultaneamente.

Os pacientes com CTTC são freqüentemente acometidos por distúrbios emocionais, como depressão, ansiedade ou nervosismo, e por distúrbios do sono, como insônia e sono interrompido , não sendo incomum o uso abusivo de medicamentos sintomáticos, muitas vezes prescritos até por médicos desinformados.

Como ainda não se conhecem todos os mecanismos subjacentes envolvidos na CTT, há controvérsias quanto à possibilidade desse tipo de cefaléia pertencer a um quadro de fibromialgia acometendo músculos durante atividade voluntária, pontos ou áreas mais dolorosas e alívio com a infiltração de pontos-gatilhos (trigger points).

TRATAMENTO:

Medicamentoso:

Os tratamentos propostos são variados. No entanto, poucos deles demonstram real eficiência no controle da dor com uma boa qualidade de vida para o paciente. A maioria dos pacientes fazem automedicação, não procurando ajuda médica.

Os pacientes com CTTC são difíceis de tratar, de seguir um tratamento médico em virtude da baixa intensidade da dor; seu caráter muitas vezes contínuo e a presença de aspectos fisiológicos; psicológicas; rotina de trabalho diário (posição viciosa no trabalho); stress concomitante ao quadro; tentando o paciente mesmo concordar e conformar-se de que está realmente passando por uma situação difícil (o que não é incomum no mundo atual), e que serão esses não procurariam ajuda médica.

O tratamento preventivo de escolha tanto para a CTTC como para a CTTE com freqüência de episódios alta (igual ou superior a 2 vezes por semana sem ainda ultrapassar 15 dias por mês), são os antidepressivos tricíclicos. A amitriptilina é a mais utilizada, mas a clomipramina pode ser um pouco superior, porém com mais efeitos colaterais . A dose deve ser iniciada gradualmente e por 4 meses, se o paciente responder a melhora de 80% , diminuiríamos progressivamente até a suspensão.

Poderíamos associar à amitriptilina ou ao seu derivado secundário desmetilado nortriptilina, o carisoprodrol  ou a tizanidina, pelo grande componente muscular associado às CTT.

O tratamento das crises pode ser realizado com analgésicos ou com Antiinflamatórios não-esteroidais (AINEs) e ficariam como primeira opção . Poderíamos fazer a associação de paracetamol e cafeína que aumentaria a eficácia desse analgésico de ação central, já que a cafeína possui ação de analgesia no próprio cérebro, além de elevar a velocidade de absorção do paracetamol e outras substâncias no trato gastrintestinal.

Antiinflamatórios mais recentes, como o clonixinato de lisina, o ácido tolfenâmico e os novos membros da classe denominada de inibidores seletivos da COX2( ciclooxigenase 2), são opções mais eficazes e bem toleradas.

Deve ser ressaltado que o uso de drogas sintomáticas mais de duas vezes por semana é contra-indicado, e o paciente precisa ser orientado claramente quanto a esse fato.

Tratamento adjuvante:

Tratamentos não-medicamentosos também são preconizados para a CTT .Abordagens fisioterápicas, como acessórias ao tratamento medicamentoso, visando alongar e relaxar os músculos do segmento cefálico, são úteis, desde que indicado por médico atualizado. Não se justificam manobras de tração e tração mecânica nesses pacientes, correndo o risco de até piorar o quadro clínico.

Abordagens odontológicas tem sido comuns, mas são injustificáveis uma vez que as cefaléias do tipo tensional são primárias e diferem daquelas causadas por disfunções oclusais e de articulações temporomandibulares, descritas e classificadas em outro item das Cefaléias.

Biofeedback, condicionamento autógeno e terapias congnitivo-comportamentais podem ser úteis quando feitos em associação ao tratamento médico e parecem exercer ação de relaxamento muscular e de diminuição do tônus simpático.

45 Comentarios
  1. Vania permalink

    Olá doutor
    Faz 2 meses que iniciei academia e após o treino sentir momentaneamente fortes pressao no casco da cabeça. Porém após retornar dois dia após esse episódio sentir novamente sendo que desta vez a dor ficou. Seria cefaleia tensional? Supendi a musculação e tomei spidufen 600 na esperança de que pelo menos consiga dormir. Aguardo sua resposta evdesde ja grata pela sua atenção

    Responder

  2. Ligia permalink

    Dr.Boa noite. Faço uso de paroxetina há um mês e ainda sinto pontadas na cabeça,dor no pescoço e formigamento no rosto. O neuro não passou nenhum exame como tomografia,rx,ressonância,apenas falou que tenho síndrome do pânico e transtorno de ansiedade. O que acha? Sou muito nervosa,preocupada com tudo e tenho bastante medo. Acha que é isso mesmo ou posso ter algo como aneurisma ou tumor? Obrigada

    Responder

  3. Michele Pereira permalink

    Tenho 23 anos e há uns 6 meses tive a primeira crise de enxaqueca que começou bem forte, depois de um dia bem tenso. Durou um mês. Enjoos, dor, fotofobia, fraqueza, mal conseguia ler. Fiquei de cama direto. Um dia antes de uma viagem que ja estava marcada, a dor passou sozinha e durante as 2 semanas q viajei, nada senti!! (lembrando que durante a viagem eu comia mal)
    Voltei pra casa e 2 dias depois a dor voltou mais fraca. E tem voltado constantemente. Começa sempre quando eu acordo e dura dias… enjoos, tudo típico da enxaqueca. Sou estudante universitária, 3 dias por semana durmo umas 5 horas por dia apenas… e me alimento razoavelmente bem. Consultei uma neuro que mal olhou minha tomografia e ja me receitou Pamelor 10mg por 2 meses e Sumax em caso de dor. Só que lendo a bula do Sumax, descobri que não posso tomar sumax quando usando o Pamelor.. Ocorre interação medicamentosa. Ninguém sabe me informar se é seguro ou não. O que o senhor acha, doutor?

    Agradeço se puder me responder ao menos isso,
    Grata,
    Michele.

    Responder

  4. Vitória Jéssica Muniz permalink

    Olá, eu tenho 18 anos e tenho dores de cabeça desde criança, mas há uns 2 anos atrás comecei a ter alterações na visão antes das dores, mais conhecida como aura. Eu sinto umas 2 ou 3 vezes no mês, mas às vezes sinto sem a aura também. Percebo que sinto enxaqueca com aura quando demoro a comer, mas no dia da prova do ENEM senti também, talvez pela tensão, não sei, e aí durante a prova senti náuseas, leves pontadas na cabeça e dificuldade na concentração. Assim que começa a alteração não na visão eu já tomo o Flanax e a dor não vem forte. Nesta semana mesmo eu senti, eu estava no período menstrual, tive a aura e em seguida uma dor atrás do olho esquerdo, não era pulsante. Hoje fui ao médico e ele passou pamelor (10gm) 1 comprimido toda noite durante 3 meses e quando eu começar a ter as alterações na visão tomar o flanax. Eu fui ler os efeitos colaterais do pamelor e fiquei com receio de iniciar o tratamento. O que você acha? Obrigada!

    Responder

  5. Leonardo Teixeira permalink

    Dr. Henrique,

    Tenho 30 anos, sou praticante de musculação há pelo menos 5, e tenho tido crises de dores de cabeça ha cerca de um mês e elas só vêm quando treino ou tenho relações sexuais. Houve apenas um episódio após uma crise de tosse. Antes de virem as crises, já venho sentindo dores e endurecimento do pescoço há mais de 5 meses, principalmente do lado esquerdo. Fiz ressonância, tudo certo. Não durmo mais que 6 hrs por dia, trabalho muito, além de ser muito ansioso/ preocupado. Já tive crises em 2011 e 2013, mas ambas pararam depois de uma semana sem treinos e fazendo alongamentos. Não sinto dores durante o dia. As dores só aparecem quando estou na musculação ou durante o sexo. Fui a um neuro esta semana, que me prescreveu o Pamelor (01 capsula/ dia) 25mg a noite. Fui diagnosticado com cefaléia tensional fruto de estresse/ e sobrecarga. De fato estou em um momento profissional complicado, com muito trabalho e preocupações. Mas não queria tomar antidepressivos. O que acha?

    Responder

  6. Nilcéia permalink

    Tenho 39 anos e sofro com dor de cabeça desde os 10 anos de idade. A pouco tempo fui diagnosticada com cefaléia tensional crônica pois tenho dor de cabeça todos os dias e fiz uso abusivo de analgésicos (dorflex, sedilax, dipirona), cheguei a tomar 6 comprimidos em um dia. Sou ansiosa, nervosa e muito preocupada com tudo, principalmente no trabalho. Tenho contratura muscular e nódulos na cervical, ombros, nuca e pescoço, atualmente faço acompanhamento com psiquiatra, mas continuo tomando analgésicos. Tanto a cefaléia como a contratura muscular são diárias. Queria ter uma vida sem dor. Meu caso poderia ter indicação para aplicação de botox? Não sei mais o que fazer!!

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Nilcéia,
    O uso do Botox é eficaz no caso de migrânea crônica (enxaqueca crônica). O uso de analgésicos diariamente faz com que todas as dores de cabeça (existem mais de 153 tipos) se pareçam com cefaleia do tipo tensional e o equívoco mais comum é fazer este diagnóstico em alguns casos. O primeiro passo é o diagnóstico correto e se caso for enxaqueca o Botox pode ser uma boa alternativa. Lembrando que o Botox não é indicado para cefaleia do tipo tensional

    Responder

  7. Eliane de Moura Soares permalink

    Olá sou mãe de uma menina de nove anos e ela foi diagnosticada com enxaqueca começou tomando de patente agora a médica mudou para toparam ato devido às crises muito próximas e ainda toma fluoxetina para ansiedade mesmo assim ainda tem crises fortes estou muito preocupada e queria mais informações para crianças também obrigada.

    Responder

  8. Geralda permalink

    Estou sentindo umas pontadas do lado esquerdo da cabeça. Elas começam espaçadas e depois continuamente. As vezes chego a me assustar de tão forte que vem, Fiz uma ressonância e o médico disse não tr visto nada anormal. Mas sinto esta dor todos os dias.

    Responder

  9. thatiana permalink

    boa tarde …..
    fazem 3 semanas q estou c uma dor de cabeça pulsante no lado direito da cabeça…..ela começa atras da orelha, no pé da cabeça e sobe latejando…….qdo faço esforço fisico ela lateja mais……isso pode ser cefaleia tensional???

    Responder

  10. Miguel permalink

    Boa noite Dr.

    Quando tusso ou me abaixo minha cabeça parece que rebenta mas depois para, que será, poderá me dizer??

    Cumps.

    Responder

  11. marcilene Aviz Damasceno permalink

    Tenha dor de cabeça do os dias já 9 meses, ja fiz todo os tipos de exame médico tomo diesepam, cloreto fluoxetina mas faz doer mas ainda minha cabeça , butoxi será que tão bom assim me de responder. Dr

    Responder

  12. Kelly permalink

    Sofro com dores de cabeça fortes a mais de 10 anos as quais muitas vezes acompanhadas de tontura e vômitos,creio pela intensidade da dor a mais ou menos 2 anos descobri que tenho um osteoma em seios paranasais localizado mais ou menos no meio da testa,o otorrino alega que não existe nada a se preocupar,mas em relação as dores de cabeça alerta para que procure o neurologista.Antes as dores eram mais espaçadas uma ou duas vezes por mês,porém de 2 anos para cá sinto dia sim e dia não,costumo tomar ibuprofeno.Desejo saber se poderia tratar com outro medicamento mais eficaz.
    Grata Kelly

    Responder

  13. Tiago Borges permalink

    Dr, ao levantar-se da cama, senti um torcicolo muito forte, após dois dias, fui a um posto de saúde e retratei com o médico sobre o ocorrido. O mesmo me receitou duas injeções, voltarem e dipirona. Porém apos 10 dias incomodo persiste. Não consigo deitar de costas, somente de lado e quando espirro ou tusso, sinto uma dor insuportável na região da cabeça e pescoço. A três anos atrás, tive uma cefaleia do coito, onde após exames detalhados não constou nenhum aneurisma. Alguma orientação, bem como procedimento que devo tomar de imediato.
    Grato abraços

    Responder

  14. Michele permalink

    Doutor,

    Sei q o tópico é antigo, mas escrevo na esperança de ser respondida.
    Há mais de 5 anos faço tratamentos e mais tratamentos para cefaléia tensional.
    Dói da nuca, passa pela cabeça e vem a pontada na testa e dentro do olho.
    Isso tem prejudicado minha vida profissional, pessoal, toda.
    Sou uma pessoa muito preocupada com td, gosto de td certinho, sou stressada, ansiosa.
    Já fiz tomografia, 2 ressonâncias, vários raio x. Tratamentos com Pondera, Roxetin. Hoje faço tratamento com amitripitilina e propanolol e se a dor persiste tomo cefaliv de meia em meia hora. As vzs dorflex, ibuprofeno.
    Ano passado tive crises q só passava com tramal na veia, até começar o tratamento com amitripitilina e aluviar um pouco.
    Não aguento mais tanta medicação. Só queria não sentir dores todos os dias, as vezes acordo com dor de cabeça e bem forte.
    Faço uso de aparelho dentário, já troquei colchão, travesseiro, e não sei mais o q fzr.
    Semana passada tive um torcicolo, tratrei com torsilax e fiquei com a dor tensional sem parar td dia a todo momento.
    As vezes dá desânimo de viver assim dessa maneira. Já nem sinto prazer em fzr nada com dor o tempo inteiro.
    Gostaria tanto de um tratamento fitoterapico, mas já tentei e não funcionou e os neuros q fui dizem ser perda de tempo.
    Tem algo q ainda não fiz e posso fzr?
    Faço tratamento também de hipotiriodismo.
    Agradeço se puder responder.
    Michele

    Responder

  15. enide teixeira permalink

    posso tomar toragesic para dores nas costas obrigado e boa noite

    Responder

  16. Amanda permalink

    Boa tarde Doutor!
    A uns dois meses comecei a ter dores de cabeça constantes, elas começam ao longo do dia, as vezes com maior ou menor intensidade, vai tensionado meu pescoço eu sinto como se estivesse duro, sinto pontadas na cabeça e sensação de peso, durante a noite quando quando deito sinto como se estivesse pulsando! Acabo ficando muito preocupada e nervosa , entao começo a suar frio , tremer e etc!Fui ao clinico geral e ele disse que poderia se stress me deu um calmante mais nao melhorou Esse caso é comum ou algo com que eu me preocupe de verdade! Obrigada

    Responder

  17. Marco Antonio Matarassi permalink

    Olá!

    Tenho uma dor na nuca quando tusso. Pela manhã, mesmo tossindo, nada sinto. A dor aumenta e piora durante o dia. Fiz recentemente Ressonância Magnética da coluna cervical pois sofro de trapezalgia e acusou bem no início de artrose nas vértebras da coluna C2 e C2. A dor melhora com Advil. Será que pode ser algo mais grave?

    Responder

  18. Maria Célia permalink

    Boa noite Dr Henrique,
    Sofro a anos com uma dor de cabeça,consultei vários profissionais e fiz uma série de exames.Ha algum tempo fui a um neurologista que diagnosticou Enxaqueca crônica e me receitou Depakote e pra dor Cafi-lisador,por um tempo deu resultado,mas,a dor agora voltou e insuportável!
    Gostaria de sua ajuda.
    Agradecida.

    Responder

  19. MARIA ABADIA GOMES permalink

    Boa tarde Doutor,
    tenho uma pressão muito forte na cabeça e dor atrás dos olhos, não sei mais o que fazer, sendo que sofro a muitos anos desde adolescente e já tenho 45 anos, esta pressão é constante sem cessar, e me deixa sem concentração, com muito sono,sem vontade de fazer nada só dormir.
    Já fui a vários médicos e fiz vários exames , por não disser na automedicação, tomo antidepressivo , cloridrato de bupropiona no momento , mas já fui medicada com outros tipos de drogas,
    nada resolve, pode me ajudar?
    Onde morro não sei de nenhum especialista na área a não ser neuros aos quais já estou cansada de ir, sempre diagnósticos diferente.
    aguardo resposta.
    Obrigada.

    Responder

  20. mirian permalink

    Dr. Henrique Bom Dia!

    Fui orientada a tomar torasegic 10 mg, mas ainda amamento, e não informei o médico.

    Posso tomar a medicação mesmo amamentando?

    Responder

  21. Dilmara dos Santos permalink

    Ola Dr.
    Tenho 41 anos de idade esporaticamente tenho um tosse chata, e sempre tomo Loratidina de acordo com receita medica pois tenho renite alérgica. Porem agora estou a 3 semanas com tosse, chego a vomitar quando coça a garganta e já tomei o remédio e até agora nada de passar. Um fato que me chamou atenção foi que agora de uns 2 dias pra cá acordo com o pescoço doendo, tipo torcicolo, e quanto vem a tosse eu tenho que apertar a veia do meu pescoço lado direito por não aguento a dor.
    O que o Sr. me diz.
    Um abraço

    PS. estou amamentando uma bebe de 4 meses.

    Responder

  22. paulo sergio alves pereira permalink

    As causas de dor no rosto e toda cabeca ,cabeca pesada, zumbido em toda cabeca, olhar turvo,cefaleia?

    Responder

  23. Leidenaura permalink

    Dr: eu tenho crises de dores de cabeça que chagam a durar semana vou ao pronto soccorro nem mesmo os medicamentos na veia, tipo o tramal me tiram as dores, tambem sofro de anciedade fasso acopanhamento neurológico meu médico me diagnosticou como enxaqueca crônica segundo ele a anciedade é o gatinho para as crises eu meio que fujo do tratamento porque tenho medo de rémedios viciosos medo de ficar dependete de rémedios tipo prara durmir etc… ele me receitou Flunarin e naproxeno o qual eu comoçei usando e estava me sentindo como se meu corpo me dominace meio sem chão leve sei algo quem nem sei explicar ele me garantiu que flunarin não é uma droga que vicia ou causa dependencia ainda assim estou receiosa e enquanto isso sofro as dores. as informações são veridicas?me ajude DR ainda não me decidir se tomo o flunarim ou não tenho medo de remedios que tirão meu vigor me deixe indisposta isso me deixaria deprecisa.

    Responder

  24. lucilene permalink

    Boa tarde, tenho enxaqueca desde os meus 12 anos, hoje tenho 28, atualmente faço tratamento de síndrome do pânico com Rivotril 0,25 sub lingual, 1 x ao dia, nas crises, ela só passa quando tomo Decadron e dipirona na veia, essa dor inicia na parte superior aos olhos e desce até a nuca, outras vezes inicia ao inverso. Meu neuro disse que se trata de enxaqueca tensional, pelo fato de ser muito nervosa. Já tentei o tratamento com topiramato mas me faz mal no dia seguinte, medicamentos a base de cafeina me faz mal tb, sinto batedeira e fico tremola, o Naproxeno 500 tb já não faz efeito…enfim fico desesperada pois tenho que tomar medicação na veia pelo menos 2 vezes ao mes já chegou dias que tomava a cada 10 dias….Um médico uma vez me passou uma formúla a base de amitriptilina e iboprofeno e mais um que não me recordo, me lembro que me fez bem. O que o senhor me orienta a fazer, que tipo de tratamento devo seguir, um detalhe importante devido a síndrome do pânico tenho receio de muitos medicamentos…se tomar uma vez e me der reação tenho medo e não tomo mais… por favor me ajude!

    Responder

  25. Lilian Cristina permalink

    Dr. Henrique, bom dia!

    sinto muita dor de cabeça, chego a ficar 3 dias direto dia e noite acordo com a cabeça doendo e durmo com ela doendo, nesse período sinto muito enjoo, quando ando parece que está tudo solto dentro da minha cabeça, não aguento ouvir barulho, não consigo ficar exposta a luz , e atualmente estou sentindo dor tbm parecendo que meu ouvido esta infeccionado, ja procurei o otorrino ele me pediu uma tomografia, olhou o meu ouvido e disse que não deu nada nos exames e meu ouvido tambem não tinha nada.Por favor o que vc me aconselharia?

    Responder

  26. Cássia Cruz permalink

    Dr. Henrique, sofro com dores de cabeça desde os 13 anos. Hoje tenho 31 e tenho crises pelo menos 3 x por semana. Já fiz tratamento com propanolol, flunarizina e atualmente tomo amitriptilina(que a médica está diminuindo a dose para retirar) e topiramato, o que reduziu a intensidade das dores, mas não alterou a frequência das crises. Já não sei mais o que fazer, pois isso prejudica minha qualidade de vida e meu trabalho. Há vezes em que só melhoro com a aplicação de tramal na veia. Passei a vida toda ouvindo dos médicos que não tinha cura e somente uma única médica se dispôs a me ajudar e disse que havia como amenizar as crises sim. Era o que eu lia e via em reportagens, mas ao chegar aos consultórios, sempre me colocavam mais pra baixo do que eu chegava. Por conta disso, até encontrar essa médica, que infelizmente não me atende mais porque mudei de cidade, passei muito tempo, me virando sozinha e sei que isso foi prejudicial. Quase nenhum remédio faz efeito e é aí que está o meu maior desespero durante as crises. Ultimamente o que ainda me dá algum alívio é o toragesic, mas essa semana, tenho tido crises praticamente todos os dias, que vão e voltam, e ele não tem dado resultado, e não sei mais o que tomar até conseguir voltar com a neurologista, pois trabalho muito e viajo toda semana e ainda não consegui voltar lá. Essa neurologista que me atendia dizia que eu sofria de enxaqueca e de cefaléia tensional, mas percebo que ultimamente o que persiste é a cefaléia tensional, pois as dores de cabeça sempre são de um lado (geralmente o direito) acompanhadas de dores no pescoço e nas costas do mesmo lado. Outro ponto que acho estranho e que já perguntei a vários neurologistas, mas nenhum me responde, é porque sempre que vem a dor de cabeça, eu sinto uma veia que pulsa muito forte. Fico imaginando se isso não seria um ponto onde se poderia atuar e de que forma, se seria um gatilho, se se poderia usar aquele método do botox, sei lá…preciso de ajuda, por favor!Muito obrigada!

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Cássia,
    Realmente você precisa de um acompanhamento especializado. Até lá evite o Tramal e toragesic que, em excesso, podem piorar sua dor.
    Quanto ao Botox (toxina botulínica) há uma indicação específica que é a enxaqueca crônica (que pode ser seu caso) porém devemos fazer uma avaliação criteriosa antes de realizar o procedimento. É uma boa droga com resultados muito bons quando bem indicada e bem feita. Estou à disposição caso necessite.
    Atenciosamente,

    Responder

  27. Doutor, minha dor de cabeça começou quando eu tinha 15 anos hoje com 30 continuo a sofrer com essa dor horrível que dura de três a cinco dias de dores sem parar já tomei todos os tipos de medicamentos e nenhum passa essa dor, tive um tratamento à 5 anos atrás e nada melhorou, frequentemente eu ia parar na emergência do hospital, pois a dor só parava quando eu tomava intravenosa. o que você pode me indicar como tratamento. obrig pela atenção.

    Responder

  28. goretti franco permalink

    meu filho quando tá em época de prova sente uma dor imensa na cabeça,em cima dos olhos e pareçe que sua cabeça tá pulsando.O que pode ser isso?Abraçoss

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Há inúmeros diagnósticos dentre eles a cefaleia do tipo tensional e a enxaqueca. Procure atendimento neurológico. Há tratamento adequado e eficaz.
    Atenciosamente

    Responder

  29. Dr. sofro com dores de cabeça do lado direito há uns 2 meses, aparece a dor somente quando tusso ou espirro, logo passa, uma dorzinha chata, mas totalmente suportável. O que pode ser isso? Pode ter ligação com rinite?
    Atenciosamente.

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Alex,
    As dores que pioram com os esforços como tossir e espirrar devem ser sempre investigadas. Existem dores menos graves como a cefaléia benigna da tosse mas o diagnóstico deve ser de exclusão. Procure atendimento neurológico.

    Responder

  30. Marluza permalink

    Doutor,
    Estou com crises de dores de cabeça diária, fui a um neuro como sempre recomendam não gostei do atendimento dele muito vago não me ajudou em nada, apenas disse que as minhas dores podem ser algo do sistema nervoso, porque as minhas dores começaram depois de um susto muito grande com os meus filhos, sinto a dor atrás da cabeça que desce para o pescoço é uma dor muito desconfortante faço minhas atividades normalmente, o neuro em que eu consultei me passou ibuprofeno 600 mg e toragesic 10 mg, mas como amamento não começei a fazer uso deles o que o Doutor me recomenda na minha cidade pelo meu plano só conseguir achar um médico especialista em cefaléias marquei consulta mas só para abril até lá ficarei assim infelizmente!
    Desde já grata!

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Marluza,
    Procure orientações de profissionais capacitados na sua cidade no site da Sociedade Brasileira de Cefaleia: http://www.sbce.med.br
    Atenciosamente,

    Responder

  31. alcina r.c. permalink

    Doutor ,segundo alguns médicos tenho cefaléia tensional, e a dor só passa tomando Sumax junto de nimesulida.Porem estou tendo reações ,como palpitações ,aperto no peito,suor frio , e formigamento nas pontas dos dedos.Isso é perigoso? O senhor atende por convênio?

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Cara Alcina,
    A Sumatriptana (princípio ativo do Sumax que você citou) é medicação específica para o tratamento da enxaqueca. Nestes casos você pode reconsiderar o seu diagnóstico junto com seu médico. A sensação de palpitações e aperto no peito é um efeito desta medicação que ocorre em cerca de 3% dos pacientes e deve ser abordada com seu médico assistente. Lembrando: o melhor tratamento é a prevenção e o uso destas drogas ditas abortivas (na hora da dor) deve ser limitado a duas vezes por semana sob risco de piora da sua doença.
    Infelizmente não atendo por convênios de saúde. Espero que tenha sido útil.
    Atenciosamente,

    Responder

  32. Dr. Henrique Carneiro bom dia!
    tenho a mais ou menos 2 anos e diariamento uma dor na nuca ,ja passei no neurologista fiz exames como tomografia , e nada costa a dor começa pelo o pescoço e sobe para nuca , ja fiz exames como mrpa , holter24 horas , exame de sangue , e nada , e já passei por varios medicos só me passam remedio contra depressao , como tolrex , tranquinal , revoltril , ,mais ate hoje nada , a dor vai e volta doutor oque devo fazer , quais outros exames devo fazer

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Robson,
    A maioria das dores de cabeça não necessitam de exames para serem diagnosticadas. Isto é feito com base em uma entrevista detalhada durante a consulta. O excesso de exames pode inclusive ser prejudicial. O tratamento eficaz depende do diagnóstico correto. Estou à disposição.

    Responder

  33. Thaís Carvalho permalink

    Doutor em retorno ao meu neurologista estou usando amitriptilina.Não faço uso de nenhum analgésico pq n funciona.Hoje tem 13 dias que estou tomando,demora a fazer efeito?Como sofro com essa dor a dois anos é aconselhável o uso de botox?
    Obrigado

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Thaís,
    A amitriptilina demora cerca de duas semanas para fazer efeito. Em relação ao Botox só há indicação quando se trata de enxaqueca crônica.
    Atenciosamente,

    Responder

  34. Thaís Carvalho permalink

    Doutor tenho um dor de cabeça a 2 anos,são dores diárias que as vezes sõ de uma lado da cabeça,depois espalha.A fotofobia est[a presente e tb irritação pelo barulho.Já fiz uso de todos os medicamentos para enxaqueca sem nenhum efeito.Depois meu médico disse que se trata de cefaléia tensional.Me receitou amitriptilina e fluoxetina.Depois de tanto tempo fica difícil acreditar em melhora uma vez que minha vida mudou totalmente,produtividade,tudo!O senhor acha que terei melhora com esse tratamento?Nenhum remédio aborta a dor:oxycontin,toragesic,alivium,tramal,cefalic,nenhum.
    Obrigado

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Thais boa noite,
    Não há como confirmar seu diagnóstico com os dados acima. Siga as orientaçōes do seu médico. Todas medicaçōes citadas são analgésicas e seu abuso é prejudicial.
    Estamos à disposição,

    Responder

  35. faço tratamento a 10anos para enxaqueca do tipo tensional,fiz varios exames ,rx,tomografia ressonancia ,polissonografia,todos sem alteraçao.já fiz uso de muitos medicamentos para controle porem sem muito sucesso.hj uso topiramato100mg 2x ao dia ,propanolol40mg 2x ao dia,rivotril2mg a noite .mesmo assim tenho crises fequentes nos ultimos 20dias tive 2 crises fortes que me levaram ao pronto socorro e medicaçao comum nao corta minha dor tenho que tomar algo mais forte como dolantina por ex… mais as vezes nao passa dependendo da dosagem de dolantina .das ultimas vezes tomei amplictil25+decadron+tramal venoso e na segunda crise uma semana depois amplictil25venoso.mais estou cansada de tanto remedio e nenhum resultado .se tiver alguma sugestao ficarei muito feliz pois isso me deixa muito limitada pra viver.Obrigada!Angelica

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Angélica,
    Foi lhe enviada uma resposta por e-mail.
    Contudo fica a dica para limitar o uso de analgésicos, principalmente a Dolantina que não tem indicação para seu uso no tratamento das cefaleias primárias, exceto em gestantes.
    Atenciosamente

    Responder

Deixe uma mensagem

Note: XHTML is allowed. Your email address will never be published.

Subscribe to this comment feed via RSS