Skip to content

Cefaleia em Salvas

Cefaleia em Salvas

Cefaleia em Salvas, a pior de todas as dores

Considerada a pior dor de cabeça e uma das mais cruéis dores que afetam a humanidade, também é conhecida como cefaleia suicida

Existem, catalogados pela comunidade científica mundial, por meio da Classificação internacional das Cefaleias, 153 tipos diferentes de dores de cabeça. Pouco conhecida até mesmo pela classe médica, a pior e mais cruel delas é a chamada Cefaleia em Salvas e também conhecida como Cluster Headache, cefaléia em cachos, cefaleia histamínica, cefaléia de Horton e até mesmo cefaleia  suicida visto que há relatos de suicídio em pacientes sofredores crônicos desta dor que não foram adequadamente tratados. Um questionário aplicado, nos Estados Unidos, em pacientes que tinham tido cefaleia em salvas, cólica de rins e cólica de vesícula, revelou que a cefaleia em salvas era considerada, por unanimidade, a pior das três dores. Ao contrario da maioria dos tipos existentes de dor de cabeça, a cefaleia em salvas acomete mais homens do que as mulheres.

De acordo com o neurologista Henrique Carneiro, especialista em cefaleias, a cefaleia em salvas é um tipo completamente diferente de dor que deve ser corretamente diagnosticado visto que o tratamento é possível porém com drogas específicas. “ Os pacientes não podem ser confundidos, durante a crise ficam agitados e chegam até a bater a cabeça contra parede ou se auto mutilar tamanho o desespero, diferentemente daqueles com enxaqueca ficam quietos e se trancam em cômodos escuros com pouco barulho”.

A cefaleia em salvas se caracteriza por uma violenta dor, pulsátil, que atinge apenas um lado da cabeça e sempre do mesmo lado , principalmente na região frontal e na altura de um dos olhos, na órbita ou no fundo de um deles. Na vista atingida, ocorre o lacrimejamento e vermelhidão do globo ocular e queda da pálpebra.

Outros sintomas são entupimento nasal, coriza e suor no rosto. As crises podem variar de uma até oito por dia e tem duração de 30 minutos a até duas horas predominando no período noturno geralmente cerca de uma hora após o início do sono. Alguns pacientes tentam evitar de dormir por medo do início da dor.

Henrique Carneiro também chama a atenção para outra característica importante sobre esse mal. As crises de dor apresentam frequência regular, ou seja, tendem a ocorrer por um período determinado e recorrem geralmente na  mesma época do ano mas podem ficar vários anos “escondidas” até que voltem a aparecer. Esta é a explicação para o termo “salvas” lembrando as salvas de tiros de canhão que eram disparados por vários dias seguidos em comemorações festivas sempre nas mesmas datas do ano.  O especialista também alerta que as cefaleias em salvas só respondem a tratamentos muito específicos. Para esse tipo de dor, o tratamento é preventivo, analgésicos não tem efeito algum e quando a crise já se instalou há remédios específicos mas, inacreditávelmente, o mais eficaz é o uso de oxigênio puro em nebulização que interrompe a crise em cerca de dez minutos. “Meus pacientes andam com um laudo explicando como funciona a doença e como é o uso do oxigênio e ainda assim várias vezes tenho que conversar por telefone com os plantonistas do pronto socorro que se recusam a usá-lo e querem aplicar analgésicos diante de uma crise de salva”.

O tratamento da cefaleia em salvas deve ser iniciado depois de um diagnóstico correto, no primeiro episódio há a necessidade de realização de exames, mas começamos o tratamento preventivo o mais rápido possível enquanto os exames estão sendo feitos.  assim que se suspeite do início de novo período ativo e a duração é variada mas em média de três meses para os casos episódicos.

Matéria publicada no Jornal Estado de Minas em 07/03/10

98 Comentarios
  1. Maria Doa Anjos Fernandes permalink

    Boa tarde Doutor,tenho 53 anos,ha 1 ano e 3 meses fui diagnosticada com Cefaleia em salvas depois de sofrer muito com fortes dores de cabeça,mas nao tao forte como foi 3 vezes seguidas nas madrugadas,fui aconselhada a procurar um neuro,depois de um rx,e uma tomografia,descartou outros problemas e daignosticou a cefaleia em salvas,comecei o tratamento com Amato um com de 50 mg a noite em caso de crise Indocid 50 mg,caso nao resolva,procurar um pronto socorro para tomar oxigenio e a medicaçao Topiramato injetavel,fiquei praticamente 1 ano sem ter crise,mas agora tem quase dois meses que estou tendo ate 6 crises ao dia,estou me dopando,e as vezes acabo tendo que ir para o pronto socorro mesmo,mas e tanta burrocracia ate conseguir chegar ao oxigenio ,tenho vontade de pagar uma faca e tr furando a cabeça do lado esquerdo,olho lacrimeja,as vezes palpebra cai,narina entope e da coriza ,e depois dessas crises a minha cabeça esta ficando tao dolorida que nao suporto encostar,minha neuro mudou o amato para Vidmax 50 mg 2 vezes ao dia ,mas nao entendi muito essa mudança,e tudo Topiramato. e pra dor alem do Indocid que e indicaçao medica,tomo Cefaliun,naraptana,enxaq,advil e tudo que vejo na minha frente,as vezes az crises duram 2 hrs,as vezes 1 hora,mas ,nao estou aguentando mais ,esses dias cheguei a falar para o meu marido ,acho que estou com tumor na cabeça,ha,alem de todos os sintomas o meu olho lacrimeja muito so o do lado da dor,esquerdo.Desculpa o desabafo,mas estou desperada ,preciso de ajuda,e alem de tudo sou fibromialgica,sei que e um medico bem informado,e nos fibromialgicos,nossas dores sao mais intensasde 5 a 10 vezes mais que em pacientes normais,pode imaginar a que nivel chega a essa dor.Por favor Doutor,me ajude,preciso de ajuda URGENTE,ESTOU A PONTO DE ENLOUQUECER.Obrigada!!Deus lhe pague,ilomine e abençoe.Abraços.

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Maria,
    Converse com sua neurologista, o diagnóstico preciso e correto é o princípio do bom resultado do tratamento. Reveja com ela e discuta estes sintomas. Atenciosamente

    Responder

  2. Dulcianne permalink

    Dr. Minha mãe tem tido dores de cabeça muito forte na cabeça só que essa dor adormece todo o lado da cabeça faz com que a língua dela pese fica com dor na nuca, no pescoço ela está tomando Indocid que tem aliviado dor, mas se ela deixa de tomar a dor volta com toda a força o senhor acha que poderia ser cefaléia em salvas essa dor de cabeça que ela sente?

    Responder

  3. Jeane permalink

    Olá Dr.

    Sou de Belo Horizonte, a dois meses tive uma crise desesperadora de dor de cabeça somente de um lado, iniciou com uns 20 espirros consecutivos depois a dor insuportável , fui desesperada para o pronto socorro, lá fui diagnosticada com cefaléia em salvas, e agora a três dias as dores começaram novamente, fui ao médico e falei do problema porém ele somente me receitou remédio de pressão , já que minha pressão estava alta. Agora estou em casa desesperada sem conseguir trabalhar, as dores ainda estão presentes , de dia não estão agudas mas, latejante o dia inteiro se cessar, dores no ouvido, no olho e na nuca, a noite me desespero novamente. Por favor me ajude estou desesperada.

    Responder

  4. tiago permalink

    Dr. Henrique, boa tarde.
    Tem alguma informação sobre o uso de Citrato de clomifeno no tratamento da cefaleia em salvas? Novos estudos com abordagem hormonal. sofro há 13 anos com essa doença.

    Responder

  5. Rosana Maria de Matos Marcolino permalink

    Tenho Cefaleia em salvas e no momento estou em crise. Como faço ha vários anos, aluguei um cilindro de oxigênio, mas dessa vez as crises estao vindo várias vezes ao dia.
    Gostaria de uma consulta o mais rápido possível.
    Obrigada,
    Rosana 31 988314077

    Responder

  6. Vanessa permalink

    Dr. Essa doença enxaqueca de salva é novidade para mim , estou com uma pessoa e ele tem crises horriveis fica dias com dore toma varios remedios na vei e gostaria de saber como ajudar e tratamento buscar e entender um pouco sobre ela. Me ajude por favor, obrigada.

    Responder

  7. Estou sofrendo com minha dor, em meados de 2005 comecei a ter caso que foi trato como episódica , pelo Dr Luiz Alberto, de campinas , da Unicamp, com o tempo fomos anotando os horários das crises e as formas como ela vinha, estava sendo de 3 a 4 episódios por dia, sempre do mesmo lado da face, olho e narina do lado direito humidos, sempre da
    Mesma maneira variando de 40 mim a 1 hora , o Dr diagnosticou cefaléia em salva, comecei a tomar litium que me fazia mal para o estômago e então mudamos para clorídato de propolonou 40mg…uso continuo … Até então estava controlado, mas está semana , desde o dia 22/01/2016 estou tendo crises no período noturno somente, entre 21:00 e 22:30… Trato com Dipirona… Mas está demorando para fazer efeito … P Sr. Poderia me orientar em algo? Li seu post e notei seu conhecimento em relaxação ao diagnóstico , estou tomando com freqüência o remédio mas não está mais resolvendo … Obrigado

    Responder

  8. MARCIA MARTINS permalink

    Bom dia Dr.Henrique,

    Tenho cefaleia em salvas comecei a ter crises aos 12 anos e fui diagnosticada na Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro aos 30 anos, fiz o tratamento com verapamil, e após o término em um ano e meio tive crises no quarto mês de gestação e quando meu filho estava com oito meses, hoje estou com 45 anos e não tive mais crises, no entanto o meu filho hoje com 12 anos e 9 meses, há aproximadamente 2 anos vem tendo crises de dor de cabeça intensa, tenho passado por vários especialistas mas ainda não consegui o tratamento adequado, tenho certeza que ele tem cefaleia em salvas os sintomas são idênticos aos que eu tinha, fico muito triste por ver ele sofrer de dor e não consigo ajudá-lo pois nenhum especialista acredita que possa ser cefaleia em salvas, o que devo fazer. Desde já agradeço

    Responder

  9. jean carlos ribeiro permalink

    ja estou com o diagnostico , mas o medico fala que nao tem como me afastar do trabalho e sinceramente nao quero me afastar, mas minha patroa insiste…por favor me responda pois gostaria de mostrar p ela….obrigado.

    Responder

  10. jean carlos ribeiro permalink

    ola doutor, comecei a ter essas crises a pouco tempo, e algumas vezes acontece no meu trabalho, minha patroa pediu p mim me afastar pois trabalho como talhador e ela acha que pode ser perigoso p mim, existe algum caso de cefaleia em salvas com afastamento de trabalho. aguardo resposta…

    Responder

  11. Cristina Utiyama permalink

    Dr. Henrique, boa tarde.

    meu marido possui diagnóstico de cefaléia em salvas e tem crises há mais de 20 anos.
    Desta vez a crise está perdurando há cerca de 40 dias, nunca ocorreu uma crise tão longa.
    Ele toma sumax e oxigênio nas crises, além do verapamil.
    Ele tomou decadron por 2 semanas e, desde a semana passada passou a tomar carbolitium, mas este remédio tem feito ele sentir uma pressão muito grande no cérebro e no olho. Sua cabeça chega a ficar deformada, com inchaço na testa e nuca, uns calombos nas têmporas .. São efeitos colaterais do lítio?

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Cristina,
    Estas alterações podem se relacionar aos eventos da própria cefaleia em salvas. Lembrando que a profilaxia é a melhor solução, converse com seu médico sobre alternativas ao uso do Lítio.
    Atenciosamente

    Responder

  12. Cláudia B Fagundes permalink

    Dr Henrique,

    Há anos, digo mais de 10, que sofro de enxaqueca em salvas e ja fiz inclusive um exame que diagnosticou que tinha emangioma. Cheguei a fazer tratamento com Sumax e Topiramato. No entanto quando é suspendido os medicamentos,,volto a trevas crises que às vezes duram 3 vezes ao dia e durante 3 meses.
    Gostariande saber se existe algum grupo de estudo ao qual o Dr seja o coordenador.

    Obrigada

    Responder

  13. Janyne Barbosa permalink

    Meu esposo é portador da cefaléia em salvas há 20 anos.
    Está no período da salva. Cada nova salva as dores são piores e mais fortes.
    O oxigênio e o sumax associado ao verapamil, meticorten, amitril e somalium não estão surtindo efeito.
    Deveria haver alguma opção cirúrgica. É difícil ver alguém com essa dor, imagino para quem é o portador.

    Responder

  14. maria elizabeth rodrigues dos santos permalink

    Dr.Henrique Carneiro
    Tive uma infeção parasitologica de origem desconhecida em que fui a infectologistas ,fio cruz etc
    Raspei minha cabeça por dois anos a infeção horrorosa jjá era dolorosa .tomei itraconazol e griesefulvina por dois anos. Ai fiquei inválida quiçá temporariamente com uma lesão na medula.A dor da lesão e das pernas eu achava que não poderia haver pior.Pode.esta dor de cabeça suicida.tenho 66 anos e tomo tramal pela dor da lesão.itraconazol deixou sequelas hipertensão e a ultima tomografia apresentou isquemias breves estou aguardando o cd.A dor frontal é em cima do local de maior foco dos”bichos” e irradia para o ladi direito olho
    tudo que o sr falou.só quem tem sabe so que a minha nao pára praticamente.não sei o que fazer pois estou em crise há um ano e 1/2 .Peço um martelo para abrir a cabeça. Desejo morrer com essa dor e da medula não dá para viver. O sr atende no Rio de Janeiro?
    Grata
    Elizabeth

    Responder

  15. mario permalink

    Na salvas qual é o período ativo maior que se tem notícia?

    Responder

  16. Félix venturini permalink

    Dr. , passei por 4 neuros no último mês, no último a duas semana atrás me diagnóstico com cefaleia em salvas, desde então pesquiso sobre essa patologia, e me encaixei perfeitamente no quadro de dores.. tive minhas primeiras crises a 2 anos atrás quando tinha 16 anos, agora com 18 ela volto faz uns 2 meses, sumax nasal alivia bem em crises fracas, Mais ultimamente estou tendo crises q duram mais de 4 horas.. entro em desespero, Não sei mais o que fazer.. me ajude

    Responder

  17. Olá muito bom dia Dr! Moro no Paraná ….. Trabalho na área da Enfermagem… Tenho um amigo que sofre de cefaléia em salvas faz 4 anos… Já foi diagnosticado a doença por alguns neuros daqui da cidade de Londrina… E tbm já fez uso de vários tipos de medicação … Cada consulta.. Uma troca d medicação , no momento ta tomando 2cp de litio vo e sumax e oxigineo 8l / mim… Mas cada vez fica pior… As crises estão aumentando cada vez mais..Estão constantes. Agora chega a dar até 8 crises por dia.. Ta quase enlouquecendo…pensa até em suicídio na hora da dor…. Como moramos longe.. Não tem como fazer contato por net… Efetuamos pagamento tbm… Queria uma luz uma ajuda tenho muita dó dele..

    Responder

  18. Gostaria de saber se a cirurgia pra cefaleia em salvas é eficaz?

    Responder

  19. Elcion Fernandes permalink

    Boa tarde Dr Henrique.

    Sofro de cefaleia em salvas a 3 anos , após o diagnostico fiz um tratamento a base de prednisona , e sumax 50 mg, porem depois de 1 ano as crises voltaram mais fortes , queria saber se existem alguns medicamentos mais eficaz que esses listados?
    Obrigado

    Responder

  20. Mario permalink

    Dr. henrique, a cefaléia em salvas começou a uns dois meses, e a quatro semanas não tenho as crises e sim apenas dorsinhas próximo ao olho. Será que a crise já se foi?

    Responder

  21. Sandra Rabelo Pio Alves permalink

    Já agendei uma consulta com o Sr. Mas gostaria que me adiantasse se depois de uma crise de cefaleia em salvas, pode aparecer uma paralisia no sexto nervo otico? Por favor me resposta. Fiz ressonancias e nada deu. Fas 20 dias que estou com diploplia. Tem melhorado aos poucos.Grata Sandra

    Responder

  22. Carolina Lourenço permalink

    Doutor, tenho enxaqueca a muitos anos e o único remédio que passa a dor é o Sumax, porém fiquei ” viciada” a ponto de tomar quase todos os dias.
    Minha pergunta é : existe um tratamento para que eu pare de tomar o Sumax ?

    Obrigada

    Responder

  23. Hudson permalink

    Dr. Já faz 15 dias q não consigo dormir direito. Como o Sr. Disse, tenho medo de dormir. Neste exato momento estou em crise e parece que é uma das piores crises.
    Conheci seu blogue pela madrugada de dores e marquei uma consulta em seu consultório, só que é,. Daqui a dois meses. Foi o único horário que consegui. Bom, será que até lá vamos conseguir um diagnóstico correto? Teria como me encaixar em um de seus horários? o que faço durante este tempo?
    Obrigado.

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Caro Hudson,
    Realmente a cefaleia em salvas acomete mais na madrugada, principalmente cerca de uma hora e meia após o início do sono. Há formas de resolver. Quanto aos horários comunique novamente na clinica e diga que se trata provavelmente de uma cefaleia em Salvas. As secretárias são instruídas para priorizar sua consulta caso houver uma desmarcação. Atenciosamente

    Responder

  24. Frank Fernandes permalink

    Estimado Dr. Henrique,

    Bom dia. Estou em crise de Cefaleia em Salvas há aproximadamente duas semanas. Fui ao Neuro, que ministrou cloridrato de verapamil de 6/6 horas, prednisona durante sete dias, e Sumax 25mg quando em crise. Das outras vezes a medicação surtia efeito, agora não surte mais. A dor permanece no ciclo de 40/50 minutos, e alivia um pouco quando tomo chá bem quente. Não sei se é psicológico, mas creio que a dor seja suficientemente forte para não me deixar confundir. Tem os efeitos pós-crise também: dor na nuca e ombros, sensação de confusão no raciocínio, lentidão. Procurei o médico para alertá-lo que as dores continuam, ele pediu para que eu fizesse uma Ressonância do Crânio, deu tudo normal (como era de se esperar). O caso é que as dores não estão cessando. O que faço? Ajude-me, por favor!
    Abraço fraterno,

    Responder

  25. janaina r silva permalink

    E estou sentindo dor novamente

    Responder

  26. janaina r silva permalink

    Ola dr…descobri que sou portadora de cefaléia em salvas a mais ou menos um ano quando tive minha primeira crise….em junho do ano passado fui submetida a um procedimento cirúrgico para remodular o nervo supra palatino pois o neuro que trato me informou q ajudaria. ..fiquei sem dor por 3 meses neste tempo tomei tomando carbolitium e quetros …depois de 3 meses voltei a ter dores extremamente fortes chegando a tomar morfina. …foi entao q meu nduro resolveu repetir o procedimento …realizei nesta quarta feira (26) agora estou tendo desmsios e além disso não sei mais o q fazer. ..por favor me oriente. ..o que acha desta cirurgia? Onde posso encontra lo ? Sou de santo André sp …

    Responder

  27. Julio Silva permalink

    Dr. Henrique,
    Estou saindo de uma das minhas piores crises de salva, durou trinta dias, trato desta cefaléia a uns 20 anos,hoje tenho 47, pergunto-lhe toragesic è eficaz como medicação profilática?Imigran injetável não é fabricado mais?abraço.

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Olá,
    O Imigran não existe na apresentação injetável. A sumatripana disponível nesta apresentação é o Sumax 6mg/ampola. Quanto ao Toragesic não há indicação como tratamento profilático para cefaleia em salvas.
    Atenciosamente

    Responder

  28. Fabricio Gomes permalink

    Dr. Henrique, bom dia!

    Tenho 22 anos e desde de 16 anos sofro com a cefaleia em salvas. Geralmente, a dor aparece de uma a duas vezes por ano (entre dezembro e fevereiro e entre julho e setembro). É desesperador quando os sinais de que a mesma está voltando começam a surgir, esta dor é TERRÍVEL. A minha dúvida consiste em saber se existe alguma causa específica (alimentação, fator climático ou emocional) e por qual motivo a dor sempre aparece no mesmo período.

    obrigado!

    Responder

  29. Gislene Patrícia Costa Santos permalink

    Olá Dr Henrique,
    Ontem pela manhã, levamos a minha mãe a um pronto atendimento em Belo Horizonte. Ela estava sentido uma dor de cabeça terrível, estou desesperada. Tudo começou há uma semana, quando teve uma dor de cabeça forte pulsante do lado esquerdo, do rosto, no fundo do olho. Segundo ela, o nariz, do lado esquerdo estava congestionado e o olho esquerdo lacrimejando muito, entretanto a dor passou. Ontem a levamos para um PA, pois ela estava desesperada, a pálpebra esquerda caída, a pupila extremamente dilatada, uma dor pulsante no fundo do olho esquerdo e o nariz, do mesmo lado estava muito congestionado, a dor é tanta que ela faz vômito o tempo todo. Ela já fez uma tomografia e uma pulsão que não mostrou alteração alguma e fez também uma arteriografia que segundo o médico também não mostrou nenhuma alteração. Ontem a noite quando ela fez a arteriografia ela ficou no oxigênio e voltou um pouco melhor. Até que seja feito o diagnóstico, ela está tomando profenid, que ameniza um pouco a dor mas a meu ver não está adiantando. Ao ler sobre os casos vi que o senhor atende em Belo Horizonte, por acaso você atende no Hospital Vila da Serra, pois estou disposta a lhe procurar. Na verdade estou desorientada com desespero da minha mãe, estou me sentido impotente e sinceramente precisando de ajuda. Ela não foi atendida ainda por nenhum neurologia embora eu tenha pedido para que fizessem a sua evolução para o setor Neurológico.
    Fico aguardando a sua resposta, e desde já agradeço, por colocar neste site, informações tão preciosas.

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Gislene,
    Os sintomas de sua mãe são chamados de trigêmino-autonômicos. Há sim a necessidade de se afastar causas secundárias como está sendo feito, porém na maioria das vezes esta dor é primária e requer tratamento específico. Há algumas dores que são protótipos desta categoria como a cefaleia em salvas, hemicranias paroxísticas, SUNCT e SUNA. Estou à disposição e espero ter sido útil.
    Atenciosamente

    Responder

  30. Rodrigo permalink

    Olá dr sou um seguidor seu em tudo que você publica em relação a cefaleia em salvas. Sou um portador diagnosticado dessa ….. . Meu contato dessa vez c deve ao fato q nenhum medicamente tem surtido efeito , como o verapamil, depois a gambapentina e etc.. Apenas a melatonina que tinha visto vc falar, eu tive acesso nos EUA , e tem aliviado um pouco pelo menos na hora de dormir , fiz a contato com meu neuro sobre a melatonina que eu trouxe para saber c tinha problema e ele apenas fez algumas orientações . Mas de fato ainda tenho sofrido bastante e já convivo anual mente (entre novembro e janeiro) e te com essa dor no período aproximado de 2 meses com 2 a 3 crises diárias de 45 min . Isso já convivo a uns 20 anos e agora me fez tomar mais uma medida desesperador, que foi o uso de uma droga ilegal , o LSD , pois nos EUA fiquei sabendo de pessoas que fazia esse uso para essas crises. Por incrível que pareça eu tomo metade de um LSD e fico um 4 dias sem ter nada e quando ela começa a vir no 5 dia ela vem mais fraca . Marquei o retorno com meu neuro nessa sexta dia 17 .01.14 . Para contar a ele . Sei q e ilegal e perigoso, mas depois de bater a cabeça na parede, fura lá com agulhas, tomar sumax spray de forma imprudente (no ato também de desespero) consumir abole e balões de o2 etc etc etc.. Infelizemente tenho q lhe dizer que o LSD foi algo espetacular . Bom compartilho com você essa experiência e se puder gostaria ouvir sua opinião . Quero deixar bem claro q vou relatar isso ao meu neuro, pois não quero fazer uso com irresponsabilidade mesmo nesse desespero , e deixar mais claro ainda que não sou um usuário de droga, e usei o LSD 3 vezes somente por causa da dor e não para sentir os outros efeitos.

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Olá Rodrigo,
    Fico feliz com o seu desabafo e ao mesmo tempo preocupado. O LSD é uma droga ilegal e potencialmente danosa ao sistema nervoso central. O ácido lisérgico e seus derivados foram amplamente utilizados pela juventude na década de 50 e se verificou que depois de alguns anos os derivados desta droga provocavam sintomas parkinsonianos nos usuários. Apesar do desespero que tem vivido sempre há uma luz no fim do túnel. Estamos estudando novas moléculas e possibilidades cirúrgicas em alguns casos. Vale a pena procurar outra solução que certamente encontrará. Estou à disposição e um abraço. Agradeço seu comentário sobre o site e é este o meu objetivo aqui. Troca de experiências e poder ajudar um número maior de pessoas “além consultório”.

    Responder

    Gabriel Responder:

    Rodrigo, voce usou antes da dor ou enquanto estava em crise?

    Responder

    Basilio Rocha Responder:

    Prezados doutor e companheiros de cefaléia. Percebo que a questão do Lsd é polemica, tendo em vista que é uma droga ilegal, produzida, distribuída e comercializada em condições pouco recomendadas. Por outro lado nós que sofremos destas dores, principalmente na hora da crise, não queremos saber se a solução é licita ou não, queremos o fim do sofrimento.
    Com este quadro em mente, há cerca de 03 anos (após muita busca) encontrei uma relação entre o Lsd e a ayahuasca. A Ayahuasca é encontrada em forma de chá, é licita para fins religiosos (Resolução n. 04 do CONAD – Conselho Nacional Anti Drogas ) e pode ser encontrada em quase todo o território nacional. Com o consumo quinzenal de cerca de 150 a 200 ml e a interrupção do consumo de bebida alcoólica, consegui praticamente zerar as crises. Não pretendo aqui divulgar nenhuma entidade religiosa, mas com uma busca na internet pode-se encontrar diversos grupos sérios, principalmente dois um pouco mais estruturadas que remetem ao ciclo da borracha nos primeiros anos do século 20. Boa sorte a todos .

    Responder

  31. Cristina Utiyama permalink

    Dr. Henrique, meu marido tem crises fortíssimas de enxaquecas por períodos prolongados. Lendo seus artigos, parece-me características da cefaléia em salvas.
    A situação êh realmente desesperadora durante as semanas de crise.
    Gostaria de saber se o senhor atende em Sao Paulo ou se tem algum profissional na cidade para indicar.
    Grata,
    Cristina

    Responder

  32. João Semerjion Junior permalink

    Tenho cefaléia em salvas a mais de 30 anos, estou com 60, e depois de 2 anos a mesma voltou, estou usando veropramíl e lítio, mas o que salva é o oxigênio e o gelo…. começou em 18 de outubro, marco todos os dias e horários. Quanto tempo ela ficará ? tem algum novo medicamento ? Obrigado.
    Caso seja possível poderei fazer parte de qualquer pesquisa.

    Responder

  33. Beatriz Fuhrmann Martins permalink

    Boa tarde Dr,

    Tenho cefaléia em salvas diagnosticada desde os 18 anos..Já fiz tratamento com Deserila , indocid..
    Fiquei muito tempo livre dela , e agora ela voltou com tudo, fiquei sabendo que Deserila n existe mais , me prescreveram Verapamil, mas tenho medo de tomar por causa dos efeitos colaterais.. com o Deserila ficava apática..tenho um filhinho , trabalho com crianças especiais, sou professora, e n quero ficar assim.. A receita até expirou e n comprei…
    Aluguei um cilindro de 20l de oxigenio que faço recarga semanal..imagina como estou, a dor passa de dia, mas qdo acordo com ela de madrugada, a eficácia do oxigenio n é tanta…estou ficando com medo de sair de casa e ficar longe do cilindro….peço ajuda, por favor…
    obrigada,
    Bia

    Responder

  34. Caro Dr.
    Meu Marido foi diagnosticado pelo Neurologista com cefaleia em salvas para o tratamento foi indicado Lyrica, mas as crise permancem este medicamento é apropriado ? Epero vosso auxilio pois parece que não esta funcionado este medicamento e o rsoto dele esta cada vez mais inchado. Certa de sua atenção agradeço

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Lara,
    O diagnóstico de cefaleia em salvas é mesmo clínico, porém sempre no primeiro episódio um exame de imagem é prudente. Existem várias opções para tratamento medicamentoso desta patologia. A pregabalina não é uma medicação de primeira escolha mas seu médico deve ter tido motivos para optar por ela. Discuta o caso com ele, inclusive da falta de resposta. Estou à disposição e espero ter sido útil.

    Responder

  35. FULVIO permalink

    SOFRI COM CEFALÉIA DURANTE 12 ANOS, E NOS ÚLTIMOS ANOS AS CRISES FORAM AUMENTANDO, PASSANDO A TE-LAS 3 VEZES AO ANO E CADA UMA DURAVA 3 OU 4 SEMANAS, E CADA UMA ERA 2 HORAS DE DOR INTENSA. NUNCA ACHEI UM MÉDICO QUE CONSEGUISSE TIRAR MINHAS CRISES SEMPRE DIAGNOSTICAVAM COMO SENDO SINUZITE. RECENTEMENTE FUI A UMA ALERGISTA EM UBERLÂNDIA, E EMBORA NÃO SEJA A ÁREA DELA, ELA ME FALOU QUE O PRINCIPAL MOTIVO DAS CRISES DE CEFALÉIA, ERA O CONSUMO DE BANANA, LEITE E CHOCOLATE. PASSEI A EVITAR CONFORME A RECOMENDAÇÃO E JÁ ESTOU A 1 ANO SEM CRISES

    Responder

  36. maria aparecida de paula sousa permalink

    ola dr.henrique meu marido no momento se encontra hospitalizado diagnosticadocom sevaleia em salvas e ate o momento nao ouve resultado existe um oxigenio que posso careregar comigo obrigado atenciosamente maria aparecida

    Responder

  37. Fabiano permalink

    Dr. Henrique gostaria de saber como posso me consultar com o Sr.Obrigado.

    Responder

  38. Janaina Ornellas permalink

    Dr, Henrique, boa tarde!!!!!!
    Há 3 anos que sinto um dor em cima da sobrancelha e do lado esquerdo na artéria temporal, ela vai irradiando e subindo para região da cabeça, somente do lado esquerdo, já fui ao oftalmo, otorrino, reumato, fiz exames de sangue para diagnosticar arterite temporal e não deu nada, o médico falou que eu não tinha idade para arterite,estou sentindo dores há 7 meses diariamente, uso revange(paracetamol e tramadol é a sua composição) ele passou amitril de 25mg mas não faço uso dele até descobrir o que realmente eu tenho, gostaria de saber do senhor se esses sintomas podem ser de aneurisma cerebral ou de cefaleia em salva ?
    Meu pai morreu com 38 anos, ele era hipertenso, teve uma queda de uma laje, bateu com a cabeça e gerou um coágulo em uma região do cerebro, ele morreu de aneurisma, gostaria de saber se aeurisma é genético, e se esses sintomas que eu apresento são parecidos com aneurisma e se tem cura? Nas minhas dores eu não desmaio mais são fortes,eu sou advogada e não consigo ter uma vida normal, trabalhar ou até mesmo me divertir,gostaria que o senhor me respondesse sobre o aneurisma ou cefaleiia, e qual o exame que faz para diagnosticar esses dois tipos de enfermidades? Se o senhor conhecer algum especialista bom em Belo horizonte ou no Rio de Janeiro eu lhe agradeço, estou cansada de ir aos médicos e eles não diagnosticarem o que eu tenho.
    Muito obrigada, Janaina Ornellas.

    Responder

  39. Ana Flávia Durigan da Silva permalink

    Olá Dr. Henrique,
    Tenho um diagnóstico um tanto complicado… tenho cefaléia em salvas com síncope neurocardiogenica. Começei a ter crises há pouco mais de 07 anos, mas o diagnóstico tenho há 04 (antes havia sido diagnosticada com hemicrania paroxistica cronica) e desde de que tive dengue em fevereiro não consigo mais controlar com a medicação as crises que estavam espaçadas estão piores, tem relação???

    Responder

  40. Rafael permalink

    olá dr.Henrique!!
    fui diagnosticado com cefaleia em salvas em fevereiro deste ano,mas ainda estou tendo crises quase q diariamente,claro q com menos intensidade,tomo 240mlg de verapamil e 20 de amtriptilina,e ja fiz alguns ciclos de prednisona,sera que meu caso e crônico por ainda nao ter sido interrompido?a verdade é q nao agüento mais!!tem algo p me indicar?

    Responder

  41. Camila permalink

    Olá. Sofro com dores de cabeça pelo menos uns 20 anos, ou mais.
    Ano passado, fui ao pronto socorro e fiz uma tomografia com contraste que não deu nada mais grave. Porem, de lá pra cá, minhas dores de cabeça pioraram…andei lendo sobre a cefaléia em salvas e gostaria de sber se é possivel que ela comece de um lado do rosto..fique doendo por 2,3 dias..pare de doer..e comece do outro lado do rosto. Lembrando que os sintomas são iguais para ambos os lados: dor forte, dor no rosto, nariz escorrendo, sensação de pequenas facadas…pontadas..durante o dia todo.Começa de madrugada já..e geralmente eu acordo por causa da dor. Por favor, se alguem puder me responder, me ajudará muito. As dores de cabeça me impedem de levar uma vida normal.

    Responder

  42. Ricardo permalink

    Faz 7 anos que tenho essa dores, e ainda não encontrei nenhuma solução, pois hoje começei a tomar o remédio cloridrato de verapamil.
    Oque você acha desse remédio para essa maldita doença que acaba com mim todos os dias.

    Responder

  43. Kelly permalink

    Bom dia! Meu marido toma Sumax (que o médico receitou), tanto comprimido quanto spray nasal. Apesar de passar as dores pouco depois de fazer o uso do medicamento, ele não se sente mto bem, pois faz vômitos…
    Qual é o tratamento preventivo?

    Responder

  44. Meu nome é Isis, hoje tenho 26 anos e sofro desde os há 16 anos com essas crises enlouquecedoras.
    Minha primeira crise eu tive aos 14 anos, nessa época elas apreciam uma vez a cada dois meses, quando cheguei entre os 16 e 17 anos as crises se intensificaram….Crises diárias muitas vezes mais que 1 por dia…cheguei a ter 4 ou 5 por dia….as noites eram terríveis, parei de trabalhar e estudar por dois anos….Achei que iria enlouquecer, pois minhas crises são intensas geralmente de uma hora e meia, sempre com horário marcado. Todos os dias no mesmo horário…Muito sofrimento, só que viveu ou vive é capaz de entender…No trabalho os comentários são: NOSSA MAS ESSA CABEÇA DE NOVO, precisa se tratar. Se fosse simples assim…
    Bom…o tempo passando, o sofrimento a cada dia maior….Até que começei a pesquisar na internet e eu “sozinha” descobri que o meu problema era a tal da CEFALÉIA EM SALVAS… O mais surpreendente, mesmo eu sendo mulher, fora isso não sou fumante.
    Pelo que percebi ser raro. Além da ser fala não ser comum, ela geralmente surge em homens fumantes.
    Nesses anos, muitos médicos afirmavam ser enxaqueca, quando eu entrava no consultório e começava a falar sobre as caraterísticas especificas da dor “ os profissionais da saúde” já iam escrevendo a receita com vários analgésicos, e tudo que tinham direito. Em consultas marcadas com infinitos neuros eles passavam diversos remédios controlados, Amitril, rivotril e afins.
    E afirmavam isso é enxaqueca, são coisas que você come e te faz mal.
    Isso é neufrágia de trigêmeo, isso é stress…é sinusite….
    Internada?? Sim algumas vezes.
    Nada disso colegas…. eu mesmo já sabia que o meu problema era essa CEFALÉIA EM SALVAS resolvi procurar um especialista. Afinal pelo que percebi nenhum neuro sabe exatamente como tratar esse problema.
    Dr. Mario Perez, autor de um livro que pesquisei. Elepor fim me ouviu….
    Quando eu falei meu problema, nas primeiras palavras ele disse, você É PORTADORA DE CEFALÉIA EM SALVA.
    Bem isso eu sabia. Mas nesse momento as perguntas que eu fazia por anos, fiz a ele:
    Dr. Porque tenho isso?
    De onde vem isso?
    Existe tratamento?
    Bem ele me respondeu todas as perguntas, e eu afirmo existem tratamentos e são eficazes.
    Inicialmente, quando eu tinha crises medonhas, enlouquecedoras, simplesmente a ponto de surtar, fiz um tratamento mais intenso.
    Tomei Prednisona o duro é eram 4 comprimidos de 20mg ao dia..dose absurdamente forte, acompanhado de 3 comprimidos diárias de dilacoron ( cloridrato de verapamil) de 120mg
    Fora isso Melatonina todos os dias e no caso de crises SUMAX de 100mg. Totalmente eficaz.
    Usei também o oxigênio, eu tinha um cilindro em casa que me ajudou muito.
    Bem com o passar do tempo as crises foram dimunindo e é claro as doses de remédio também.
    Estou me tratando há 2 anos exatamente. Hoje tomo melatonina diária antes de dormir, e 2 comprimidos de dilacoron de 120mg, um quando acordo e um para dormir, nos casos de início de crise “se ocorrer”, tomo SUMAX, esse tenho sempre no bolso, pois corta a crise rapidamente.
    Posso dizer que hoje tenho uma vida, consegui concluir minha faculdade e voltei a trabalhar.
    Esses últimos 3 meses não tive nenhuma crise. Masss….nem pensar em deixar o remédio, pois se por um dia não tomo, começo já com a sensação ruim de uma possível crise.
    Se por ventura no tratamento surgirem surtos, o médico me indica o uso do meticorten ( prednisona) por 10 dias 2x ao dia.
    Observo que alguns fatores externos como horários de dormir, mudança na rotina podem influenciar em surgimento de novas crises. Percebo que um ponto importante é manter disciplina com os horários de tomar o remédio e de dormir também. Principalmente no período dos surtos. Nesse período para mim é fundamental a disciplina para conseguir controlar. Esquecer de tomar 1 comprimido pode ser cruciante.
    Queridos colegas, não é fácil, falta palavras para descrever o sofrimento que essas crises me trouxeram, como isso atrapalhou minha vida.
    Certo dia o médico disse para mim… talvez você viva anos e não encontre ninguém com esse problema. Pois é raro.
    Entrei em um emprego e certo dia presenciei a crise de um colega de trabalho, e logo percebi, que ele era sofredor dessa cefaleia, resumindo ele sofreu 20 anos, hoje esta com 37 as crises sumiram, e nunca foi tratado.
    Não sei dizer se é falta de preparo, qualificação dos médicos, não sei ao certo.
    Talvez descaso em não se interessar por um problemas tão grave, ou não saber a dimensão desse sofrimento.
    Mas algo de errado acontece, porque hoje me deparo com um página com várias pessoas sofredoras desse problema. Existe tratamento, não desistam, cura eu não tive, mas qualidade de vida e controle do problema.
    Cura..ainda não…ainda sou uma sofredora…porém hoje sei como controlar.

    Responder

  45. Tatiana Oliveira permalink

    Boa noite Dr. Henrique,

    Meu esposo foi diagnosticado com Cefaléia em Salvas em dezembro de 2009, ele sofre com as crises desde os 16 anos, hoje tem 38, nesse momento está em crise, sinto-me impotente por não poder fazer nada para amenizar sua dor, nenhum analgésico é eficiente, as crises tem se tornado cada vez mais torturantes, a dor cada vez mais aguda.
    Ele é um homem forte pratica atividade física regularmente, acredito que por isso não se impinge dano, mas vejo seu desespero, a única vez que o vi chorar foi por causa dessa dor.
    Percebo que poucos médicos tem conhecimento sobre essa patologia, o que torna a agonia de meu esposo ainda maior, porque se há necessidade de leva-lo ao hospital, ele já diz: “Não vai adiantar, nada adianta”.
    Por favor me diga como posso ajudar meu esposo. Já fomos a Neurologistas, Acupunturistas e nada teve resultado efetivo.

    Desculpe-me o desabafo, mas essa é a primeira vez que vejo alguma esperança de ajudar meu esposo.

    Obrigada.

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Olá Tatiana,
    Realmente é uma situação desesperadora. A Cefaleia em Salvas tem tratamento eficaz. O ideal é a prevenção. Uma vez na crise como está o seu marido o ideal é usar o oxigênio por máscara ( não cateter nasal) a 12lts/min. Isto deve ser feito em um pronto socorro. Lembrando que há diagnósticos diferenciais que devem ser afastados após avaliação médica. Espero ter ajudado. Atenciosamente,

    Responder

  46. edson permalink

    boa noite dr tubem! Eu tambem foi deagnosticado com cefalei em salve, Ja passai por enomeros medeco sem muito rezutado.Tenho cresses terreveis ,Ja tomei varios antibeoticos ,sem muito resutado .Gostaria de saber oque eu posso fazer e qual tipo de tratamento eu posso fazer para deminuir ador.No dia 11 desse mes vou ater o neurologista .O que eu posso passar pra que ele possa me ajudar. Obrigado pela atenção

    Responder

  47. jorge gonzaga de moura silva permalink

    boa noite dr henrique de 2 semanas passad andei sentido dore na cabeça que sao fortes sempre no ato do sexo sou ipertenso tomo enalapril de 10 mg e hidroclorodiazida de 25 mg sera que pode ser cefaleia o que tomar cha ajuda.

    Responder

  48. Vantuil Júnior permalink

    Olá Doutor Henrique,
    Sofro com dores de cabeça desde os meus 10 anos, hoje tenho 24 e ainda carrego esse problema, fui identificado com Enxaqueca e tenho disfunção na ATM, fiz um tratamento com 45 seções de fisioterapia para fortalecer a musculatura da face (tenho desgaste no osso). Tratei a enxaqueca durante um tempo com medicamentos. Todos esses processos de tratamentos já foram terminados por orientação médica. Mesmo depois de tudo isso ainda continuo sofrendo com minhas dores, isso atrapalha muito tanto no trabalho, vida familiar quanto na faculdade….Não sei mais o que fazer, o que devo buscar?
    Desde já agradeço.
    Forte abraço.

    Responder

  49. Eduardo Govato permalink

    Olá Dr. Henrique!
    Tenho 50 anos e tive há 4 anos atrás o primeira cefaleia diagnosticada como de salvas, onde os sintomas eram exatamente os citados no texto. Fui tratado com amitripitina 0,25 mg a 0,50 mg/dia. Durou cerca de 1 mês e nas crises a dor passava com neosaldina e uma dipirona 500mg administrados juntos. A segunda crise demorou mais de dois anos para ocorrer e veio mais forte cerca de 3 vezes ao dia e principalmente no período da tarde para a noite e durantea noite. Foi novamente receitado amitripitilina 0,5mg dia pois a de a,25 não fazia mais tanto efeito. As crises só conseguia passar um comprimido que não me lembro o nome, mas continha derivado de morfina. Bom durou cerca de 2 a 3 meses. Fiquei mais um ano sem crises. Agora veio novamente, e a amitripitilina pelo que vejo não está fazendo tanto efeito, o que foi receitado e esta segurando bem as crises é predinisona 40 a 60 mg / dia. O que gostaria de relatar é que em todas as crises parece vir um aviso que se inicia na nuca, parece até ter um nervo inflamado ali que dispara a dor e em todas as vezes que tive a cefaleia por coincidência meu pescoço estava dolorido, no lado que ocorre a crise, devido a travesseiros que não me adaptei, gerando dores na região da nuca. Todos inícios de crises foram quando não dormi em casa com meus travesseiros e após tomar vinho. Neste último fiquei cerca de 20 dias em férias em minha chácara dormindo com travesseiro baixo, o que levou a dores no pescoço, região da nuca, e logo depois iniciaram as crises. Não sei por que, tenho a impressão que o início da crise parece sair da nuca, região do cerebelo e depois irradia lateralmente até atingir os olhos e lagrimejar muito. Depois de relatar isso ao meu médico, ele indicou também relaxante muscular, ciclobenzaprina (10mg 3 x ao dia) e percebo que isso ajuda relaxar e espaçar as crises, dormindo bem toda noite sem crises. Alguns gatilhos que percebi: vinho, ficar muito tempo no notebook, dormir muito. Bom espero ter contribuído de alguma forma e espero ainda que estas crises passem logo, pois nunca senti tanta dor e desespero como venho sentido durante as crises. Um abraço.

    Responder

  50. Henrique Terra permalink

    Boa tarde Dr Henrique,
    Desde 1997, após um acidente de carro venho apresentando dores de cabeça em períodos específicos do ano, e com duração aproximada de de 30 a 45 dias por crise.
    Há dois anos eu apresentei uma resposta vagal decorrente da dor, e vinha apresentando sensações de desmaio e observado bradicardia importante. E por causa disso tive que implantar um marcapasso.
    No mesmo período iniciei minhas consultas com um neurologista que logo diagnosticou-me como portador de cefaléia em salvas.
    Inicialmente me foi orientado o uso de oxigênio durante as crises e também o uso de corticoide. Também como opção (e que mais me alivia) o uso de sumax injetável.
    Hoje, com o uso do corticoide as minhas crises caíram de 8 para 2 ou 3 por dia. Sempre nos mesmos horários. E eu também aprendi a me controlar e nao ficar tão nervoso, o que ajuda a controlar as dores.
    Porém estou querendo iniciar a profilaxia, e como sou hipertenso, estava pensando no uso de Verapamil (que poderia resolver meus dois problemas – HAS e a Cefaléia).

    Responder

  51. evaldo santos permalink

    ola doutor , meu neuro disse que tenho cefaleia em salvas, ja tomei varios medicamentos nenhum parece fazer efeito, estou usando oxigenio nas crises mas tambem acho que nao faz efeito , algumas duram minutos e outras duram mais de 2 horas , o meu desespero e tanto que cheguei a dar uma martelada em minha cabeça durante uma crise, ja me disseram que meu problema e psiquiatrico. quando vem as crises eu penso em suicidio.

    Responder

  52. Antonio Sergio permalink

    Boa noite a todos !

    Por volta dos 30 aos 40 anos de idade tive muitas crises de cefaléia, passei por inúmeros médicos até receber do Prof. Dr. Manoel Jacobsen Teixeira do HC (F.M. U.S.P) o diagnóstico de “Cefaléia de Horton”. Os sintomas eram : dor rapidamente crescente, pulsátil, agudíssima e intensa do lado esquerdo do rosto e com foco no fundo do olho esquerdo, acompanhada de leve secreção ocular, calor, tremores, náuseas, vômito. A dor tinha uma duração aproximada de 40 minutos, era sempre noturna e ocorria por dias seguidos (até 2 meses) anualmente. Uns 5 minutos antes eu sentia uma sensação diferente (não sei explicar), que era uma aviso que logo iria iniciar uma nova crise. Em casa todos os meus familiares ficavam assustados com o meu desespero diário. Este médico me prescreveu INDOCID (indometacina) supositório de 100 mg. Usei umas poucas vezes e (por coincidência ou eficácia) “NUNCA MAIS NESTES ULTIMOS 17 ANOS TIVE OUTRA CRISE”. Como já passei por isto, achei importante compartilhar estas informações com vocês. Recomendo que comentem isto com seu neurologista e caso venham a ter sucesso com esta medicação, divulguem para o máximo de outros pacientes portadores desta terrível patologia. Boa sorte a todos.

    Antonio Sérgio ( asbsousa@gmail.com )

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Caro Antônio,
    Muito obrigado por sua participação! O objetivo aqui do site/blog é este mesmo de troca de experiências. A medicação Indocid® (Indometacina) realmente é muito usada em Cefaliatria. Existem doenças específicas que são exclusivamente indomentacina responsivas tais como a hemicrania contínua, hemicrania paroxística crônica e aguda e outras como cefaléia do esforço, cefaléia da tosse, cefaléia da atividade sexual e cefaléia em pontadas também podem vir a responder a esta droga. A cefaleia de Horton também chamada em Salvas ou Cluster geralmente não tem benefícios com esta medicação. Pode ser que seu diagnóstico fosse um destes outros visto que há algumas características em comum, ou realmente foi uma coincidência com o término do período ativo de sua doença. Enfim, o importante é que está bem e espero que tenhamos com este post ajudado a outras pessoas! Um Abraço.

    Responder

  53. Hellen Lobo permalink

    Boa Tarde Dr. Henrique.

    Meu irmão foi diagnosticado com a cefaléia em salvas há cerca de 2 anos. Ele sempre tem as crises no final do ano. No momento, ele está passando por mais um período de crises. O médico receitou o uso do Sumax injetável, porém algumas vezes o efeito não é tão rápido quanto em outras. Ele também já fez uso de oxigênio,mas em questões financeiras, creio que o remédio seja mais fácil.
    Há algum tratamento alternativo que possa ser utilizado?
    Achei o artigo bem esclarecedor. Interessante, ainda mais quando conhecemos de perto os sintomas.
    Atenciosamente.

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Cara Hellen,
    Há sim tratamento PREVENTIVO. O uso contínuo de medicações para que as crises parem de vir. Caso houver algum escape pode-se utilizar o oxigênio por máscara facial em posição assentado e a 8 litros por minuto. Há locais específicos de locação domiciliar do balão de oxigênio o que torna mais fácil e menos despendioso. Mas reafirmo, com o tratamento preventivo é muito incomum das crises reaparecerem.
    Atenciosamente,

    Responder

  54. André Luiz Mendonça permalink

    Quando se sabe que as crises passarão? elas espassam? diminuem? é a primeira vez que tenho começou com umas 6 ao dia agora somente 2. Obrigado

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    André,
    Cada paciente tem um perído ativo médio de três meses. Porém não é necessário ficar tendo crises diárias. O tratamento preventivo é eficaz durante este perído.
    Atenciosamente

    Responder

  55. Sandra Ciciliano Korn permalink

    Bom dia Dr. Henrique, meu esposo sofre de cefaléia em salvas, é médico CRM 47.719 e está em crise, gostaria de saber onde o Sr. atende para agendarmos uma consulta. É possível?

    Responder

  56. Maristela Silva permalink

    Ola Dr Henrique

    Fui diagnosticada com cefaleia em salva a 17anos, neste tempo ja passei por inumeros tratamentos sem resultados significativos, nas ultimas 3 crises que tive usei litio, contudo nesta crise que estou passando neste momento o litio nao esta abortando as dores, estou usando o dobro da dose anterior. Gostaria de saber com sua experiencia se ha alguma pesquisa que indiquem alternativas terapeuticas.
    Muito obrigada pela atenção.

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Cara Maristela,
    Felizmente, há várias alternativas para o tratamento da cefaleia em salvas. O lítio é apenas uma delas que pode ser usado sozinho ou em associação.
    Fico à disposição,

    Responder

  57. Erica Eiterer Campos de Carvalho permalink

    Bom dia Dr.Henrique,
    Realizei uma consulta á 1 ano atrás com o Senhor, onde foi diagnosticado a cefaléia em Salvas.Recentemente me ocorreu um princípio da crise, mas ela não continuou(o que nunca me aconteceu), sempre quando ela vem, vem intensa.Isto é normal?
    Gostaria de saber também, se alguns alimentos influenciam na Cefaléia em Salvas, tanto para prevenção como para aumento das crises.
    Obrigada
    Erica Campos

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Olá Érica,
    A cefaleia em salvas pode se reiniciar lentamente em padrão diferente.
    Não há fatores desencadeantes alimentares exceto bebidas alcoólicas e evitar o tabagismo.
    Atenciosamente

    Responder

    Erica Eiterer Campos de Carvalho Responder:

    Obrigada Dr. Henrique.
    Uma última dúvida: o remédio Cefalium ajuda a aliviar as dores?

    Responder

  58. Luis Cláudio Fernandes permalink

    boa noite doutor,
    já tive 16 casos de parestesia em todo lado esquerdo,sempre precedido de dor de cabeça, a princípio tive um prognóstico de (AIT), entretanto todos os exames feitos, através de imagens como TC, RM, eletroencéfalograma, exames vários, sangue, urina, etc. Como venho sofrendo dessas crises de parestesias desde 2008, e desde pequeno sempre tive muita cefaleia.Resolvi pesquisar, e para minha surpresa, descobri que a enxaqueca com aura, causa esse tipo de reação. Estou com marcação de outra RM da coluna cervical, para verificar se há alguma estenose nessas artérias. Após esse exame, não terei mais dúvida de que fui sorteado por esse tipo de enxaqueca, gostaria de saber se caso eu tenha esse tipo de enxaqueca, se existe tratamento a fim de não sentir mais esses sintomas.Muito obrigado!

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Caro Luis Cláudio,
    Desculpe-me pela demora.
    Há sim vários tratamentos específicos e hoje ninguém é obrigado a conviver com a dor.
    Estou à disposição.

    Responder

  59. Rafael Botelho permalink

    Dr. Henrique, por 2 meses senti uma forte dor na fronte do lado dirento da cabeça, e nao tive outros sintomas como, vermelhidao nos olhos, ou coriza. A dor vem durante a noite, eu acordo sentindo uma dor terrivel como se fosse facadas, mas ela passa depois de uns 15 minutos, e depois de 1 mes mais ou menos nao sinto mais essa dor. Poderia ser cefaleia em salvas? Sofro com enchaqueca com aura, e tenhu medo que possa ter um aneurisma. Obrigado pela atençao!

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Caro Rafael,
    Difícil responder somente com estes dados. Toda dor de cabeça recente deve ser investigada.
    Fico à disposição,

    Responder

  60. PAULO permalink

    VENHO AQUI COMPARTILHAR MEU SOFRIMENTO COM ESTA DOENÇA QUE NÃO TEM PIEDADE.
    EM 2000 FIQUEI 46 DIAS SOFRENDO COM UMA DOR DE CABEÇA INSUPORTÁVEL, FIZ VÁRIOS EXAMES, COMO TOMOGRAFIAS, DENTRE OUTROS, E NADA FOI DESCOBERTO, TOMAVA ANALGÉSICOS E NADA ADIANTAVA.
    QUANDO FOI EM 2004, AS DORES VOLATARM, E PERSISTIRAM POR LONGOS 62 DIAS, E MAIS EXAMES E NADA QUASE FIQUEI LOUCO, EU ACORDAVA TODAS AS NOITES DESEPERADO, ANDAVA A CASA TODA FEITO UM MALUCO, MEUS FAMILIARES ACABAVAM TAMBÉM FICANDO NERVOSOS EM ME VER DAQULE JEITO, E POR FIMA SEM MAIS NEM MEOS TERMINOU.
    QUANDO FOI EM SETEMBRO DE 2008, DO NADA COMEÇARAM AS DORES NOVAMENTE, FUI EM VÁRIOS NEUROLOGISTAS, E NADA DE DESCOBRIR O QUE ERA, MAS EU JÁ SABIA QUE IRIA PASSAR ALGUNS MESES NO DESESPERO, E NÃO DEU OUTRA, FORAM 35 DIAS DE SOFRIMENTO, NÃO DORMIA UMA NOITE INTEIRA, TINHA HORA QUE PEDIA PARA MORRER.
    PORÉM , EM MARÇO DE 2011, AS DORES VOLTARAM DE FORMA ABSURDA, E PASSADOS 41 DIAS NAQUELE TERROR, ACHEI UM NEUROLOGISTA NA MINHA CIDDAE )PETRÓPOLIS), QUE ENFIM, ME DISSE O QUE EU TINHA, QUAL ERA A DOENÇA, E ME RECEITOU VERAPAMIL E PARA PREVENSÃO, E NARAMIG PARA A DOR, MAS ENFIM, APRENDI A DAR FIM AS CRISES OXIGENIO,, FUI DURANTE 9 DIAS CONSECUTIVOS AO HOSPITAL DE MADRUGADA TOMAR OXIGENIO, E EM MENOS DE 15 MINUTOS SAIA RINDO DO HOSPITAL, DE TANTA FELICIDADE EM PARA DE SENTIR ESTA MALDITA DOR.
    ACABEI COMPRANDO UM CILCINDRO DE OXIGENIO PARA DEIXAR EM CASA, LÁ SE VÃO 9 MESES SEM DOR.
    MAS SEI QUE VOLTARÁ LÁ EM 2013 OU 2014, MAS AGORA ESTOU PREPARADO PARA ELA, OXIGENIO, VERAPAMIL E NARAMIG, ALÉM CLARO DE VOLTAR AO NEURO PARA CONFIRMAR SE DEVO TOMAR TAIS REMEDIOS, OU QUEM SABE, JÁ TEREMOS UMA CURA PARA ESTA DOENÇA DÃO AGRESSIVA.

    A PIOR DOR DO SER HUMANO

    ABRAÇO A TODOS .

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Caro Paulo,
    Relmente a cefaleia em Salvas é amendrontadora, mas ninguém necessita conviver com a dor. O seu casso ilustra muito bem e como a maioria dos pacientes que nos procuram demoram até 10 anos sem tratamento adequado.
    Obrigado por seu comentário que será útil para vários outros!

    Responder

  61. Vivian Bueno permalink

    Ola Doutor,

    Eu ja não sei mais como conviver com essas dores de cabeça.Tenho quase certeza de que a doença de que sofro é cefaleias em salvas. Todo dia minha cabeça doe já tomei todos os remedios que o Senhor possa imaginar mais nada corta a dor. Fui ao neuro ele não conseguiu diaguinosticar o tipo de doença. Me ajude já não sei mais o que fazer estou a ponto de ficar louca. Obrigada.

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Vivian,
    O diagnóstico realmente é o ponto mais importante do sucesso do tratamento. O diagnóstico de cefaleia em salvas, anteriormente mais comum em homens vem aumentando entre as mulheres, porém ainda é doença rara nesta população. Estou à disposição se necessário, mas o principal é não abusar erroneamente de analgésicos que podem piorar o seu problema.
    Atenciosamente,

    Responder

  62. Andréa Penha permalink

    Bom dia Dr Henrique,

    Meu marido foi diagnosticado com cefaléia em salvas ontem mas a princípio só com exame clínico. Ele já sofre com esta dor a bastante tempo e geralmente ela vem 1 vez ao ano sempre nos mesmos meses; os sintomas tbém são os mesmos descritos por especialistas como tenho lido mas há a ausência do lacrimejamento. Em 2004 ele fez uma ressonância e não deu nada, graças a Deus. Não seria necessário repetir uma ressonancia ou existe algum exame específico para cefaléia em salvas? Desde já obrigada pela atenção.

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Andréa,
    O diagnóstico de cefaleia em salvas é clínico porém sempre é necessário a realização de pelo menos um exame de imagem quando há esta suspeita para afastar casos secundários. Os diagnósticos diferenciais mais comuns são a própria enxaqueca, hemicranias paroxísticas, SUNCT e SUNA que podem ser afastados seguindo os critérios da IHS (International Headache Society).
    O mais importante é instituir o tratamento precoce para que o paciente fique sem as terríveis crises.
    Atenciosamente

    Responder

  63. euripedes permalink

    Ola Dr. Henrique.

    Tive cefaléia em salvas em 2007 e agora em 2011 ela voltou com força total. A médica que consultei agora receitou sandomingran de 6 em 6 h, também a noite um diazepam de 0,5 ml e mioflex , os dois para tomar á noite. Todavia, quando a crise se instala estes medicamentos, com o Sr. sabe não resolve. Há algum remédio que possa tirar ou pelo menos diminuir as dores. Desde já agradeço pela consideração e atenção.

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Eurípedes,
    O melhor tratamento para Cefaleia em Salvas é a prevenção durante o período ativo, isto é durante cerca de três meses por ano. As drogas que está utilizando (Pizotifeno) possui estudos em que há uma melhora discreta nestes casos. Durante a dor existem outras opções. Discuta com seu médico, principalmente sobre o tratamento preventivo eficaz caso este não estiver surtindo efeito. Atenciosamente,

    Responder

  64. Welton Cassiano de Oliveira permalink

    Dr Henrique.

    Já tenho um diagnostico feito pelos medico de cefaleias em salvas.No começo estava sendo tratada como enxaqueca, depois de varios resultados erronios para minha grande surpresa descobri que tenho cefaleia em salvas.As primeiras crises sendo uma vez na semana as outras uma vez ao dia e agora de 3 a 4 vezes ao dia, sendo as ultimas quase me deixando louco, como os relatos feitos pelo senhor.Gostaria de saber se o tratamento que estou fazendo hoje esta correto ou que possa amenizar o meu sofrimento, pois garanto que a dor é realmente suicida. Tomei durante 3 dias dexagem injetavel, e um remedio manipulador que o Neurologista me receitou que contem os seguintes medicamentos.Atenolol 15mg, Amitriptilina 10mg, Ciclobenzaprina 1.5mg, Meloxican 10mg, Paracetamol 300mg e Famotidine 15mg, estou tomando uma vez ao dia durante o jantar. Vendo que as crises ainda continuam cada vez mais forte e mais vezes ao dia.Tenho um relatorio medico em mãos para que quando estiver com a crise me colocar no oxigenio com a mascara reservatorio. Haveria a possibilidade de outro medicamento ou outro tratamento, pois não estou mais aguentando esta Dor.

    Desde já Agradeço.
    Welton Cassiano

    Sertãozinho-SP

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Caro Welton,
    O sucesso pra o tratamento é o diagnóstico correto. No seu caso o tatamento preventivo deve ser melhor investigado e o motivo para esta associação. Em Ribeirão Preto existem excelentes cefaliatras, procure o Dr. Marcelo Cicciarelli (especialista em adultos) e caso necessite de referência em neurologia pediátrica o Dr. Marco Antônio Arruda. Espero que tenha sido útil. Os endereços se encontram no site da Sociedade Brasileira de Cefaleia (www.sbce.med.br)

    Responder

  65. priscila sandara permalink

    boa noite dr Henrique!!

    tive ja duas crises muito parecidas com o descrito, inclusive nas duas veses minha familia ficou muito assustada porque eu batia na cabeça dentre outras coisa…

    fui ao medico e ele me pediu varios exames inclusive uma tumografia.

    gostaria de saber se tem algum tratamento mais acessivel em minas gerais.

    grata.

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Olá Priscila,
    O tratamento de cefaleia em Salvas é clínico e pode ser conduzido por neurologistas que tenham familiaridade com o tema.
    Estou à disposição,

    Responder

  66. Adson Menezes permalink

    Dr. Henrique, sofro deste mal desde 1987, quando tive a primeira crise, insuportável, depois em 1990, 1995, 1998, 2001, 2003, 2005,2008, 2009 e agora, já fiz várias consultas, diagnosticada cefaléia em salvas, mas a opinião é unânime, você tem que conviver com ela, não há um tratamento profilático, o que pode ser feito é que quando você sentir o primeiro sintoma que ela vai atacar tomo logo um vasodilatador (cefaliv). Ultimamente depois do pico da dor, fico com a cabeça tão dolorida que não consigo nem tocá-la, a água do chuveiro quando cai na cabeça dói, e também sinto uma moleza no corpo muito forte e normalmente fico o restante do dia sentindo pontadas no meio da cabeça e órbita ocular (caroço do olho), Tenho receio de que isso possa desencadear outras complicações. Já usei Sumax Nasal em outros períodos de crise qdo as dores eram muito intensas, hoje tento me manter somente com o cefaliv. Mas gostaria de saber se essa dor pode trazer consequências piores, ou seja, por ela se concentrar na cabeça, ser pulsante, ocorrer um Aneurisma, AVC, coisas do gênero; o que ocorre nessa região no momento das dores, contração das artérias, vasos?

    Atenciosamente

    Adson Menezes

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Adson,
    A cefaleia em salvas não será responsável pela formação de um AVC ou muito menos de um aneurisma. A pior consequencia é esta que você vem enfrentando. A dúvida, a incerteza e a expectativa de viver outra crise. Isto pode levar a complicações principalmente na esfera psíquica como depressão. Ninguem é obrigadoa conviver com a dor. Há tratamento específico e preventivo para este tipo de cefaleia.
    Estou à disposição,

    Responder

  67. Lisete Canova permalink

    Sofro de dores de cabeça desde a adolescência. Hoje estou com 55 anos e já passei por crises terríveis. Aos 30 anos cheguei a ficar 5 dias hospitalizada porque não parava de vomitar em função da dor e acabei ficando desidratada. Fiz tomografia na época e nada de anormal foi constatado. De lá para cá tive diversas crises , algumas piores e mais prolongadas que outras, com intervalos irregulares. A última foi em 2009 e durou mais de quinze dias. Fiz nova tomografia e nada foi constatado novamente.Atualmente estou tomando Sumax . O que me causa estranheza é que meus sintomas se caracterizam pelo somatório da cefaléia em salvas com os transcritos na enxaqueca. Mas mais estranho ainda é o fato de que nunca, neste anos todos, me receitaram oxigênio puro para abortar uma crise. Por que? Existe alguma contra indicação ou efeito colateral? Sou hipertensa, tomo antidepressivos e Rivotril. Os dois últimos , receitados pelo neurologista durante uma das minhas crises. Sou gaúcha mas moro em Porto Velho – Rondônia há 12 anos . Gratíssima pela sua atenção

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Olá Lisete,
    Há várias possibilidades de diagnóstico no seu caso.
    Não há contra indicações para o uso de oxigênio. Aconselho a procurar um profissional habilitado da sociedade brasileira de cefaleia.
    Segue o link: http://www.sbce.med.br
    Atenciosamente,

    Responder

  68. Nivia permalink

    Boa noite Dr.Henrique…
    Meu namorado tem a cefaléia em salvas onde ele já faz uma consulta com o neurologista da minha cidade porem suas dores de cabeça esta com a temporada muito das crises durando em cerca de 6 meses.
    Ele toma remédios para aliviar ou bloquear suas dores que seria o carbolitium;depakote e o decadron, suas dores passaram com a tomada desses medicamentos, porem seus efeitos colaterais são muitos, onde ele chega a sentir dores nas articulações; aumento de peso exagerado, por isso ele fica com sua auto estima muito baixa, sem contar da depressão que ocasiona.
    Sou graduada em enfermagem queria muito ajudar ele, pois estamos juntos nessa luta, onde buscamos meios para solucionar seu problema, gostaríamos de uma segunda opinião, estamos esperando uma resposta e com certeza marcaremos uma consulta.
    Desde já.
    Agradeço.
    Nivia

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Olá Nívia,
    A cefaleia em salvas é realmente uma entidade desesperadora para quem sente e para quem presencia. Há várias opções no tratamento. O Carbonato de lítio é uma boa opção porém o uso do divalproato é limitado e a dexametasona deve ser empregada em curtos períodos.
    Estou à disposição e espero que tenha sido útil.

    Responder

  69. Dr Henrique , acho que pode ser a luz no fim do túnel para o meu problema. Vou pedir para o meu médico entrar em contato com o senhor pois moro um pouco longe( Picos-Pi) . Mas sendo nescessário, não exitarei em ir até BH me consultar e fazer exames na sua clínica.
    Pela primeira vez indentifiquei vários sintomas do meu problema em um tipo de cefaléia. O que me deixa intrigado é que sempre falei de alguns desse sintomas para os médicos que me consultei e para eles sempre pareceram irrelevantes , como o fato de sempre que acordo com dor de cabeça ,meu nariz está entupido e meus olhos incrivelmente avermelhados.
    ps: Seria possível iniciar o tratamento com o senhor e depois continuar o acompanhamento com meu médico no Piauí?
    Muitíssimo obrigado!!! Só em saber que existem profissionais que se preocupam com o bem estar das pessoas já me deixa esperançoso. Sinceramente , eu não esperava que o senhor me desse uma resposta tão rápido.
    Parabéns !!! Profissionais e pessoas como você tornam o mundo melhor para se viver!
    Abraço!
    Ted Wilson de Barros

    Responder

  70. Dr. Henrique permalink

    Cara Raquel,
    Existem tratamentos eficazes para cefaleia em salvas. Este é individualizado em cada caso.O principal é o diagnóstico correto que muitas vezes não é feito por ser uma dor mais rara.
    Uma vez suspeitando deste diagnóstico, discuta com seu médico.
    Estou a disposição, inclusive se quiser passar o link do site para ele. Há uma sessão especialmente voltada para profissionais de saúde onde mantenho um canal aberto para discussão de casos.
    Atenciosamente,

    Responder

  71. Por acaso achei esse site,tenho sofrido de dor de cabeça a nove anos,com crises muito severa,hoje lendo td me identifiquei ,pois muita vezes pedi a Deus que me levasse tamanha a dor que sentia,só quem tem sabe.Não tenho muitos recursos mais gostaria de saber de tratamentos realmente eficazes…pois quem sabe pode ser a luz que tanto procuro.Um abraço a todos!

    Responder

Deixe uma mensagem

Note: XHTML is allowed. Your email address will never be published.

Subscribe to this comment feed via RSS