Skip to content

Cefaléia na infância

Dor de cabeça em crianças

Dor de cabeça também é um problema de criança. Ela pode estar associada a vários fatores, mas existem algumas atitudes legais para evitar esse mal: prática de esportes, alimentação saudável, muito carinho da família e tomar cuidado para não ficar sem se alimentar por longos períodos. No Brasil, estudos revelam que cerca de 82% das crianças e adolescentes sofrem dor de cabeça pelo menos uma vez no período de 12 meses. E ela não está associada a nenhuma outra doença. A própria dor de cabeça já é uma doença. Essas dores são, geralmente, hereditárias. Isso significa que mais alguém da família tem ou teve esse problema. Os pais devem confiar no médico e seguir as orientações quanto aos cuidados com remédios. Também é preciso observar quando e como essas dores de cabeça acontecem.

Remédios sem a indicação do médico podem aliviar as dores, mas também podem piorar as cefaléias. É importante que a criança sempre relate as dores para os pais, sem usar isso como forma de chamar a atenção. “Toda queixa de dor deve ser levada em consideração. Porém é muito importante a atenção dos pais quanto à supervalorização dos sintomas. Muitas vezes, a criança pode se queixar para conseguir alguma outra coisa. É função do neurologista, juntamente com os pais, saber fazer essa distinção”. A cefaléia pode comprometer a qualidade de vida da criança, principalmente prejudicando o rendimento escolar e as funções emocionais, mas é importante que essa criança leve uma vida normal. “Não existe fórmula mágica para evitar as dores de cabeça. Mas se pudéssemos evitar as situações de estresse e ansiedade, provavelmente eliminaríamos mais de 90% das ocorrências de cefaléia. O mais importante é saber que a felicidade é o melhor remédio”.

Para evitar a dor de cabeça:

  • Passear com a família, brincar, dormir na casa de amigos, praticar esportes, conversar com os pais; – Fazer exercícios de relaxamento, em casa, com a participação da mamãe ou
    do papai;
  • Ter um ambiente tranquilo dentro de casa;

Se você tiver dor de cabeça, siga algumas dicas importantes:

  • Prestar atenção em que momentos a dor aparece (se é na escola, em casa, antes de período de provas, durante a manhã ou à tarde, no dia que não dormiu ou não comeu bem, no período de menstruação nas meninas);
  • Prestar atenção se a dor aparece quando come determinados alimentos, como chocolate, leite, enlatados, embutidos ou quando sente cheiros fortes, como perfumes, e produtos de limpeza.
8 Comentarios
  1. Jeane Rodrigues permalink

    Boa Tarde Dr. Henrique Carneiro tenho enxaqueca desde meus 15 anos, fui no ginecologista e ele me passou um anticoncepcional continuo ( Elani 28) e a 6 meses comecei um tratamento com Topamax Topiramato, comecei com 25 miligramas e assim foi aumentando pra 50 , 75 miligramas, minhas dores depois que começou o tratamento se concentrou toda no lado direito. Fiquei com medo e fui no oftalmologista mas graças a Deus não deu nada. Quando em crise tomo (Cefaliv, naproxeno, ibuprofeno) sei que não posso tomar muitos analgésicos pois piora as dores e costuma nem fazer mais efeito. Essas dores é por causa do Topiramato? Meu anticoncepcional tem relação as dores também? Sofro muito com essa dores doutor. As vezes passo semanas com dor no olho direito. Agradeço pela atenção.

    Responder

  2. Juliana permalink

    Bom Dia!

    Meu filho tem 14 anos e tem dores fortes que não eram muito frequentes, porém de uns 6 meses pra cá, tem acontecido mais vezes, ele sente as dores, e tem vômitos várias vezes. Tento medicá-lo, mas é só tomar os remédios e vomitar. No princípio eu corria para o hospital e ele tomava remédio na veia e soro por algumas horas. Ele já fez tomografia, ressonância magnética e não tinha nada de anormal.
    Gostaria de uma orientação a respeito.
    Obrigada

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Juliana,
    O diagnóstico de enxaqueca é clínico. Os exames são normais. Uma vez feito o diagnóstico deve-se fazer o tratamento preventivo (para evitar que as crises aconteçam).
    Atenciosamente,

    Responder

  3. maria nivia costa permalink

    meu filho tem sempre dor de cabeça fortissima,-5 a 6 vezes por ano-, enquanto nao vomita nao passa , observamos que se da sempre quando excede no doce, chocolate etc , a neurologista pediu que fizesse o exame de ressonancia magnetica, ele esta com 12 anos . acha que deveria fazer o exame ?

    Responder

  4. ariane permalink

    Tenho um filho de 8 anos que esta começando a apresentar dores de cabeça .Eu sempre tive enchaqueca desde pequena.Tenho observado e acho que é a alimentação,estou tentando uma consulta com o senhor .

    Responder

  5. o meu filho tem enxaqueca foi descoberto com6 anos hoje ele esta com 10 anos e aprendeu a lidar com a dor.

    Responder

    Dr. Henrique Carneiro Responder:

    Jacqueline,
    Isto não é bom além de piorar a qualidade de via e desenvolvimento dele pode vir a cronificar e causar dores e sofrimentos diários. Consulte um neurologista sobre a prevenção.
    Atenciosamente

    Responder

  6. Renata permalink

    Muito útil sua matéria, gostei e entendi que o problema do meu filho nao é tao raro e tem solução.
    Obrigada!!!!

    Responder

Deixe uma mensagem

Note: XHTML is allowed. Your email address will never be published.

Subscribe to this comment feed via RSS